Terça-feira, 17.06.08

 

 

A experiência fê-lo descobrir o grande poder das palavras na aproximação ou afastamento das pessoas e ensinou-lhe que o mais importante não era o idioma utilizado mas a intenção presente naquilo que se comunicava.

 

In, Laura Esquível, Tão Veloz Como o Desejo.

 

 

 

É a segunda vez que estou a ler este livro Laura Esquível, autora também de Como Água Para Chocolate, mas não me lembrava . O que dizer? Não digo nada. Convido à leitura.

 

Sinopse

Júbilo veio ao mundo com um imenso e o dom de ouvir as palavras que o rodeiam. Era ainda menino e - ao servir de intérprete entre a avó, orgulhosa representante do povo Maia, e a mãe, de língua espanhola - já adoçava as palavras amargas que ambas trocavam, conseguindo que desse ódio nascesse respeito e amor.
   No México dos anos vinte, Júbilo é já um homem e trabalha como telegrafista, ocupação que lhe permite fazer bom uso do seu dom, pois continua a ajudar as pessoas a revelarem o que lhes vai na alma, reescrevendo as mensagens que enviam. A felicidade plena chega quando Júbilo conhece Lucha, por quem se apaixona perdidamente. Enfeitiçados um pelo outro, casam e vivem uma vida de sonho.
   Muitos anos passados, o telégrafo está abandonado, obsoleto que é como forma de comunicação; e Júbilo, solitário no seu leito de morte, onde jaz cego e mudo, sofre ainda com a tragédia que um dia o afastou da mulher, o seu grande e único amor.
   Que acontecimento trágico poderá ter-se interposto entre os dois amantes, provocando um dano tão irreparável? Mas Lluvia, a filha de ambos, nascida já após essa inexplicável tragédia familiar, não vai descansar enquanto não vai descansar enquanto não desenterrar o fantasma do passado e desvendar o que está por detrás dessa triste história de paixão e amargura.
   Numa viagem por entre a numerologia Maia e Asteca, as novas tecnologias (dos telégrafos aos computadores) e as paixões humanas, Tão Veloz Como o Desejo é o carinhoso tributo que Laura Esquível presta ao pai que, como Júbilo, trabalhou como telegrafista.

 



publicado por Estupefacta às 21:54 | link do post | comentar | ver comentários (6)

mais sobre mim
Dezembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
22
23
24
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Tão veloz como o desejo

arquivos
tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds