Quarta-feira, 03.09.08

 

 

Hoje é mesmo para desabafar. 

Faço um enorme esforço para estar bem, para 'mostrar' que estou bem (para convencer não sei quem ou para mostrar não sei o quê), mas a verdade é que a paz de espírito não tem inundado o meu ser, a minha mente, o meu coração.

Sorrio, mostro-me segura, penso ser a melhor mãe do mundo, mas sinto que não estou a conseguir ser e fazer nada disto.

Estas férias até podiam ter sido boas se eu tivesse sido boa para mim, para os que me rodeiam, para a minha filha.

Não, não houve más respostas, agressões e coisas assim. Houve, sim, uma falta de disponibilidade mental para estar com as pessoas, para estar com a minha filha, para fazer o que habitualmente tanto gostava de fazer.

Férias?? É verdade estive de férias, mas não as aproveitei, não as consegui gozar como deveria. De quem é a culpa? MINHA, tão só minha.

Afasto-me de quem amo, de quem realmente gosta de mim. Dei por mim a pedir inúmeras vezes aos meus irmãos e a minha amiga Joana para levarem a minha filha a dar uma volta, porque eu queria estar sozinha, queria estar «metida comigo», nos meus pensamentos que, afinal, nem sei quais foram.

Neste momento interrompi a escrita, porque a minha amiga Joana ligou-me. Também ela sentiu que eu não ando bem, que não estou bem, que não descontraí,  nem fui a Fátima que ela se habituou a ter como companhia nas férias.

Porquê? Não sei.....Tenho a sensação que vivo uma vida que não é minha.

Desabafos....

 

 

Voltando ao assunto do meu último post, fiquei furiosa, na altura, com a «farsa» de uma morte anunciada, mas hoje senti que deveria estar alegre porque afinal nada se concretizou, que a vida prevaleceu.

Isto parece uma contradição, mas se fiquei triste por ter pensado que o NMM tinha morrido, devo ficar contente porque isso não foi verdade e que ele continua cá entre nós, a dar a si próprio mais uma oportunidade.

Confuso.... Tal qual a minha cabeça.

Pareço ter a idade da minha filha, pareço uma adolescente em crises existenciais, mas sinto-me assim.

 

 

PS. Jorge, desejo-te as melhoras. Minha Dor, obrigada por estares presente.

Infiel, ADORO-TE.

 

Amigos e amigas ainda bem que estão aí para «me ouvirem». Hoje não tenho capacidade para responder aos comentários que leio com muito carinho.

Azul do Céu ainda não falei do nosso encontro, mas hei-de fazê-lo e és um querida.

Visitante és excelente.

Guguinha liguei-te, mas....

 

 

Estou parva.

Sinto falta do meu Deus!

 

 

 


tags: ,

publicado por Estupefacta às 23:05 | link do post | comentar | ver comentários (18)

mais sobre mim
Dezembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
22
23
24
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Preciso de desabafar

arquivos
tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds