Quarta-feira, 13 de Fevereiro de 2008

 

 

(A cidade que escolheria para viver)

 

Há uns anos que ando a pensar nisto e hoje pareceu-me quase inevitável. 

Bem cedinho enquanto percorria os quase 40 Kms que distam da minha casa ao meu trabalho, uma boa amiga telefonou-me. Falámos de inúmeras coisas (sim, porque assunto não nos falta), nomeadamente de como têm sido os meus dias nas últimas semanas. Entre o levantar o o deitar não sobra tempo para mim, não sobra tempo para a Maria, não sobra tempo para me refastelar no sofá, não sobra tempo para almoçar, não sobra tempo para vir aqui, não sobra tempo basicamente para nada. Passo cerca de 1 hora e meia no carro, a ouvir a Comercial e pôr mudanças, passo a hora do meu almoço a dar de almoço ao meu pai, passo a hora do café (depois das aulas com as amigas) na visita ao meu pai, passo a hora de acompanhar a Maria nos deveres metida no carro, passo a hora de estar no sofá a jantar e a hora de dormir a preparar fichas e outras actividades para as quais os miúdos não estão nem ai. Neste ponto, importa dizer que só se iriam interessar se pudesse dar aulas a partir de um HI5 qualquer e com montes de fotografias de beldades masculinas e femininas (isto  para agradar ao menino e à  menina).

Voltando à conversa com a amiga, ela relatou-me uma série de coisas e do que conseguia fazer durante o dia. Pensei para comigo: o dia dela terá mais horas que o meu?

Não, não tem, mas tem QUALIDADE DE VIDA, que é coisa que falta aos que vivem na Capital ou em outras cidades onde o progresso (?????) chegou.

É considerada  parola  porque vive em Trás-os-Montes? Parola sou eu em andar a perder a minha vida nesta agitação desenfreada, onde o tempo que me resta é para dormir e nunca mais de 6 horas (para se optimista e arredondar para cima).

Qualidade de vida é vir dormir a casa? Qualidade de vida é nem sequer conseguir ir à sala e sentar-me 5 minutos no sofá? Qualidade de vida é levantar-me 1 hora mais cedo  todos os dias? Fazendo as contas, ao fim de uma semana são menos 5 horas de sono (sem contar com Sábados e Domingos), ou seja, uma noite. Ou fim de um mês serão cerca de 20 horas..... e não faço contas ao ano.

Posto isto, no próximo concurso para docentes (em 2009), irei concorrer para Trás-os-Montes. Ficarei colocada? Não sei... Já tenho uns anitos de serviço e, tendo em conta a minha última graduação, até poderei ter uma esperança.

Falta-me a Maria... Já falei com ela sobre esta hipótese e, para meu espanto, não se mostrou nada renitente. Afinal, também ela sofre com esta falta de tempo.

 

PS. O meu pai não está nada melhor, continua hospitalizado e muito fragilizado. Obrigada por toda a atenção e carinho.

 



publicado por Estupefacta às 19:02 | link do post | comentar

42 comentários:
De Júlia a 13 de Fevereiro de 2008 às 19:14
AS melhoras para o teu pai. Beijinhos.

A foto é de Amarante?)


De Estupefacta a 14 de Fevereiro de 2008 às 21:41
Obrigada Júlia, és uma querida.
A foto é de Chaves, uma cidade que adoro.
Beijinho


De Tg a 13 de Fevereiro de 2008 às 20:54
É por isso que eu gosto tanto do meu estado provinciano...pela qualidade de vida! E podem dizer o que quiserem...que é um sitio perdido...que não existe nada de especial para fazer (há sempre algo para se fazer em todos os locais...basta imaginação...e se não for mais nada convidam-se os amigos cá a casa e está feito) que ser chique e in é morar numa capital ou cidade grande (sobrelotada, poluída e insegura) na...eu cá gosto do meu sossego...de poder respirar ar puro e de não perder horas de vida no trânsito. É por isso que eu não troco o meu canto por nada ;) e também é por isso que entendo perfeitamente a tua vontade de mudança.
Lamento muito de saber sobre o teu pai...estimo as suas breves melhoras...
Um beijo para ti a para a Maria e melhoras sinceras para o teu pai.


De Estupefacta a 14 de Fevereiro de 2008 às 21:44
Sabes Tg cada vez tenho mais consciência que é a aposta certa. As cidades grandes apresentam coisas boas, mas cansam e muito. Estou numa fase da vida em que já não tenho disponibilidade mental para certas coisas e esta azáfama cansa-me.
Um local calmo, pacato para se viver oferece-nos uma maior qualidade de vida, a nós e aos nossos filhos. Foste bem inteligente!
Um grande beijinho


De artesã a 13 de Fevereiro de 2008 às 21:58
Amiga, é mesmo verdade, qualidade de vida é calma e tranquilidade, por isso gosto tanto da minha ilha, tenho saudades, mas por outro lado estou contente porque a minha estadia aqui bem Guimarães tem contribuído para a recuperação do meu filho. beijinho


De Estupefacta a 14 de Fevereiro de 2008 às 21:46
A colcha da minha vida está a precisar de um remendo. Ter uma vida tranquila, sem confusões é o que mais desejo.
Fico feliz pelo teu filho estar em franca recuperação e que seja para continuar.
Um beijinho amigo


De artesã a 13 de Fevereiro de 2008 às 22:00
Já me ia esquecendo, as melhoras para o teu pai.


De Estupefacta a 14 de Fevereiro de 2008 às 22:20
Também eu me ia esquecendo de te agradecer. Bem haja, amiga. Está um pouco melhor.
Beijinho grande


De Migas a 13 de Fevereiro de 2008 às 23:48
Compreendo muito bem aquilo que sentes. Apesar de ter tirado o curso em Lisboa, nunca ambicionei ficar por lá, apesar de saber que profissionalmente os melhores empregos seriam na capital.
Quando vim morar para a Bimbolandia, trabalhei um ano no Porto e mudei-me assim que possivel. Agora trabalho a 10 minutos de casa, posso vir almoçar... e não perco pelo menos 2 horas do meu dia no transito a meter mudanças ou em filas intermináveis.
Infelizmente conheço mal Trás os Montes, não consegui identificar a foto... mas em relação a colocação... há tão poucos profs a quererem ir para lá que de certeza vais conseguir colocação.
Vais ficar mais perto da Bimbolândia! Hi, hi, hi...
Melhoras para o teu pai, muita força para ti. É uma fase menos boa, mas ele vai recuperar e voltar para casa, e a tua vidinha vai voltar aos eixos.
Beijo grande.


De Estupefacta a 14 de Fevereiro de 2008 às 21:50
Querida Migas e o teu pai como está? Os tratamentos já começaram? O meu fez uma colonoscopia e felizmente o resultado veio negativo.
Pode ser Bimbolândia , mas se for bimba é com muito gosto. Tenho essa esperança, embora não seja fácil, porque os lugares de escola são tão poucos e são tantos os professores. Mas a esperança é a última a morrer. Lisboa está saturada e eu preciso de paz e de ver a minha filha crescer num local tranquilo.
A cidade é Chaves, bem lá no alto, mas adoro aquela cidade.
Um grande beijinho com muita amizade


De Sorrisoduplo a 14 de Fevereiro de 2008 às 08:12
Sei bem do que falas... falta de tempo para nós.
Desejo muito as melhoras do teu pai.

bjinho


De Estupefacta a 14 de Fevereiro de 2008 às 21:52
Ando cansada e chego à conclusão que estou a meio da vida e que preciso de abrandar o ritmo . Vou mesmo tomar esta decisão. Vou concorrer, vou tentar e se ficar é só vender os tarecos e partir para não voltar (a não ser de visita). O Norte tem as minhas raízes e eu gosto.
Um grande beijinho para uma lágrima que transborda de amizade


De Caty a 14 de Fevereiro de 2008 às 09:55
Olá amiga...
Acho que fazes muito bem, assim penso que consegues ter mais tempo para ti, e para a Maria...Força!
As melhoras para o teu pai...
Beijinhos para ti e para a Maria


De Estupefacta a 14 de Fevereiro de 2008 às 21:54
Porque é que eu gosto tanto de ti, mesmo sem te conhecer pessoalmente? És uma querida. A Maria precisa de mim e com este ritmo parvo e acelerado acaba por não me ter.
Obrigada, o meu pai melhorou um pouco. Vamos ver se se aguenta.
Beijinho amigo


De Anjos a 14 de Fevereiro de 2008 às 10:07
Ainda eu acho que não tenho tempo... As melhoras para o teu pai, força amiga


De Estupefacta a 14 de Fevereiro de 2008 às 21:59
De há 3 semanas para cá tem sido uma correria desenfreada. Podes não acreditar, mas sinto-me envelhecer. Quero viver num sítio tranquilo, sem grandes filas de trânsito, sem ter de me levantar de madrugada para ir trabalhar. Ao fim de uns anos nesta vida acho que já chega.
Obrigada por tudo Anjos. O meu pai melhorou, mas sinto que.... nem vou falar.
Mil beijinhos e dorme com os Anjos


De Genny a 14 de Fevereiro de 2008 às 10:09
Olá amiga,
Há certas rotinas doentias que nos matam aos poucos. Começas a pensar que amanhã vai ser igual, à procura dos minutos para ti e para a tua Maria. Se a tua filhota te apoia, acho que deves considerar essa hipótese.
Um grande abraço para as duas e as melhoras para o teu pai.
Bjokas


De Estupefacta a 14 de Fevereiro de 2008 às 22:02
Sabes Genny , não há nada que pague a nossa tranquilidade. Esta correria tira-nos anos de vida. A Maria apoia-me, quer é estar comigo (pelo menos por enquanto) e é também por ela que vou tentar esta sorte.
O meu pai melhorou um pouco, obrigada. cometeu muitos excessos no passado e agora o preço é alto.
Um grande beijinho e bem haja por existires


De Milena a 14 de Fevereiro de 2008 às 11:47
Olá Estupefacta!
Sinto nesta tuas palavras desânimo... Ás vezes andamos mesmo assim, mas força e Luz para o venceres.
Percebo o teu desabafo de saturação da grande cidade. Já passei pelo mesmo, mudei de vida uma volta de 360º, até hoje não sei até que ponto profissionalmente não me prejudiquei, mas que melhorei em qualidade de vida, melhorei.
É muito dificil tomar essa decisão de mudar de cidade, mas quem sabe não vale a pena, se tiveres a dose de coragem para o fazeres.
Pela foto sei qual é a tua cidade de eleição, tens de ponderar é os Invernos... mas que a tua qualidade de vida melhorava, isso tenho a certeza.
Um abraço!


De Estupefacta a 14 de Fevereiro de 2008 às 22:06
A nossa vida é feita de pequenas cedências e de adaptações. Há muito que ando a lutar sozinha e sinto-me cansada. O ar do Norte traz-me paz, as minhas raízes estão lá e tanto eu como a Maria gostamos. É uma hipótese que a cada dia se afigura como uma certeza. De uma tenho a certeza, a vida como a levo não quero, já se está a tornar insuportável.
Tenho mesmo muito a agradecer-te, a tua amizade é um bom pilar.
Um grande beijinho


Comentar post

mais sobre mim
Dezembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
22
23
24
26

27
28
29
30
31


posts recentes

A Pensar em si

Bendito serás

Feminino Singular

Todos devemos ajudar

Ainda há milagres

Podia

Acordo ortográfico

Gostei de ver e ouvir

Intimidade ou higiéne?

É bonito

Sem título

Agitação social

Desde que

Preciso

A Estupefacta sou eu

Não consigo preparar-me

Como uma mulher pode alte...

Excelente ideia e melhor ...

Genes cor de rosa

E assim se tapa o Sol

arquivos
tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds