Quarta-feira, 26 de Dezembro de 2007
Como já disse várias vezes, sou eu quem aprova, SEMPRE,  os comentários quer para mim, quer para a Maria. Depois mostro-lhe e ela responde, sempre com a minha supervisão. O mesmo acontece com os posts que escreve, porque nunca é de mais a segurança aqui na net.
Hoje de manhã mostrei-lhe todos os comentários que lhe tinham deixado e, com estes, a Maria chorou e eu também.
Ela pode ter a mãe, uma super mãe, uma mãezona ....
Posso querer / ter de  fazer papel de mãe, de pai... mas não consigo.
A Maria sente, como toda a criança / jovem / filho de pais separados a falta do pai diariamente e em alturas especiais como esta, dedicadas à família. Pode ter muitas coisas materiais, muitas prendas, ser uma menina de sorte nesta área, ter tios extraordinários que lhe dão amor e carinho como se de uma filha sua se tratasse, mas....

Ritynhaa   disse sobre Estou a crescer na Quarta-feira, 26 de Dezembro de 2007 às 13:43:


     
Querida Maria,

Muitas vezes não podemos ter aquilo que mais desejamos. E não me refiro apenas a bens materiais, mas também à presença de um pai. Muitas vezes as pessoas mais crescidas tomam decisões que nos magoam, mas são essas mesmas decisões que nos fazem crescer e "entender muitas coisas". Depois, graças a essas decisões, "nós", os filhos, é que acabamos por sofrer. Mas não te esqueças que és uma rapariga maravilhosa e se alguém um dia tiver de pedir perdão a Deus por estas decisões não serás certamente tu.

Tens uma mãe maravilhosa, que de certeza faz tudo para ser mãe, pai e amiga. Apoia-te, mima-te, compreende-te e sabes que sempre poderás contar com ela. Mas precisamos sempre de um pai, não é? Tu tens um pai, ele é que não sabe aproveitar a filha fantástica que tem e as oportunidades que a vida lhe dá para isso. E ele será sempre importante para ti, e certamente tu para ele, mesmo que ele não consiga lidar com isso e te faça cair algumas lágrimas. Porém, nem todos merecem as nossas lágrimas princesa =)

Beijinhos e espero que o dia de ontem e anteontem tenham sido bastante bons =)
Anjos  disse sobre Estou a crescer na Sexta-feira, 21 de Dezembro de 2007 às 18:07:

     
Sabes, o meu menino mais velho não é filho do meu marido, embora seja um pai para ele, mas o pai biológico sempre viveu muito afastado dele, praticamente saiu da vida dele quando tinha 5 meses. Agora vive em Inglaterra, acho que ele não sente tanto essa indiferença e essa falta como tu porque tem mais que um pai. Mas tenho a certeza que daqui a uns anos vai dizer o mesmo que tu! A culpada não é a "outra pessoa" mas eles próprios, tenho pena que assim seja minha querida e tenho a certeza que o amor da tua mãe vem colmatar essa "falha" na tua vida, mas sabes, por um lado acho que te ensina a crescer e a seres uma adulta melhor e não cometeres os mesmos erros... Beijinhos e votos de um Feliz Natal cheio de amor para ti e para a tua mãezona !!
Raquel disse sobre Estou a crescer na Sexta-feira, 21 de Dezembro de 2007 às 21:05:

Olá Maria, sem dúvida que te compreendo, passei muitos Natais sem o meu Pai.
Mas a tua Mãe é especial e tu também, ele é que perde, não sabe reconhecer que voces são o mehor que ele podia ter, não só no Natal, mas todos os dias.

Beijinhos e que Jesus te abençoe hoje e sempre.
E sabes que tens um lugar muito especial no meu coração e no das Gatinhas.
aspalavrasnuncatedirei  disse sobre Estou a crescer na Sexta-feira, 21 de Dezembro de 2007 às 16:26:
    

Olá Princesa!
Quando era pequena escrevi ao Pai Natal cartas iguais à tua, e percebo bem aquilo que sentes.
Tu começas o teu post com uma frase muito interessante «já entendo muitas coisas» por isso eu sei que vais entender o que te vou fizer: no Natal, assim como na nossa vida, não interessam as pessoas que por não quererem, ou não poderem, não estão ao nosso lado.
Apenas interessam aquelas pessoas que diariamente nos fazem felizes e se preocupam connosco... e isso tenho a certeza que não te falta, tens uma mãe fantástica.
Quanto à tua frase «muitas vezes culpei a outra pessoa», também irás aprender que ninguém tem culpa de nada, que as pessoas amam e deixam de amar com a mesma naturalidade e que não há nada na vida que dure para sempre.
Deixo-te um grande beijinho, desejo-te um Feliz Natal e um 2008 espectacular.
Beijinho também para a tua mãe.

 

 

Gorete disse sobre Feliz Natal no Domingo, 23 de Dezembro de 2007 às 01:00:

 

Existem pessoas que deixam marcas na nossa vida por muitos motivos, pelas acções, pelas palavras , pelos actos e muitas vezes apenas por serem apenas como são. Há muito tempo que leio o seu blog e o da Maria e o de muitas outras pessoas , como mãe atenta e preocupada ( e muito galinha) que sou tenho que estar atenta embora sempre na rectaguarda . Não só pela época que atravessamos , mas também porque me pareceu oportuno venho aqui pessoalmente desejar a si e à sua Maria e restante família um Feliz e Santo Natal, Votos muito sinceros de muita paz e saúde . Obrigada pelos elogios, e simpatias deixadas no blog da minha filhota, um muito bem haja para vós :)
Cordialmente (a mãe da Ni)

Estas palavras deixadas, em forma de comentário, trouxeram-lhe as lágrimas, mas também lhe trouxeram carinho, colinho, conforto, amizade.... coisas que a fizeram voltar a sorrir.
Obrigada!

 

 


 

 



publicado por Estupefacta às 17:33 | link do post | comentar

6 comentários:
De Ritynhaa a 26 de Dezembro de 2007 às 19:29
Ás vezes tenho medo de fazer comentários sobre assuntos mais 'delicados' porque não sei se serão demasiado fortes, ou demasiado desfasados da realidade, mas ainda bem que os comentários 8o meu e os restantes) não trouxeram só lagrimas, mas sim 'carinho, colinho, conforto e amizade'

Beijinhos para si e para a Maria


De Estupefacta a 26 de Dezembro de 2007 às 21:08
Quando comecei este blogue, em Maio do ano passado, tinha tudo em mente menos fazer dele um diário virtual. Mas as coisas levam rumos que não esperamos e, por isso, este espaço tornou-se para mim uma forma de desabafar, de contar o que me vai na alma, as minhas alegrias e as minhas tristezas. O que achei mais impressionante neste mundo virtual, foi a solidariedade imediata, o feedback imediato das pessoas e a quantidade de amizades que se podem fazer.
Os teus comentários e mimos têm feito um bem extraordinário à Maria, por isso, só tenho que te agradecer. Ela lê e visita o teu blogue quase diariamente e já andava preocupada com falta de notícias tuas. tranquilizei-a dizendo que era uma altura de muito trabalho na escola e ela ficou convencida.
O que é certo é que a Maria sente que gostam dela, que lhe dão apoio, que estão aí e isso transforma-se no tal colinho.
Por tudo, agradeço-te Ritynhaa .
Um grande beijinho meu e outro da Maria


De Ritynhaa a 26 de Dezembro de 2007 às 21:28
Tenho de concordar consigo quando fala nesta solidariedade imediata, porque, em várias alturas no meu blog, pude-me aperceber disso.
É verdade =/, eu andei completamente desaparecida do blog, e, tal como disse á Maria, foi mesmo só por motivos escolares. Tenho sempre imensos trabalhos e pesquisas para fazer que, mesmo quando tinha algum tempo livre, não conseguia vir postar e muito menos tinha inspiração para tal =/ Senti, e continuo a sentir cada vez que me tenho de ausentar um pouco mais de tempo, uma enorme necessidade de escrever e transparecer aquilo que sinto.

Não precisa de agradecer porque sinto que neste Mundo Virtual, tal como no Mundo Real, as amizades servem também para apoiar os outros nos momentos menos bons e em que precisamos mais do carinho desses nossos amigos e eles precisam do nosso =)

Beijinhos grandes para sim e para a Maria =D


De Estupefacta a 26 de Dezembro de 2007 às 22:25
Agora, cada vez mais, dou por mim a repetir algumas frases da minha mãe que tanto achava caricatas, mas.... O que levamos desta vida é a partilha, a amizade, os bons momentos que passamos e que partilhamos, as alegrias e as tristezas que dividimos. Nada mais vai connosco e nada fica de nós a não ser a recordação dos bons momentos.
Os blogues trouxeram-me bons momentos e tal como tu, também sinto vontade de aqui vir desabafar, escrever nem que sejam meia dúzia de parvoíces , mas faz-me falta.
Um grande beijinho e tudo de bom


De mudeidevida a 27 de Dezembro de 2007 às 10:13
Olá.
Estou impressionada com este teu post.
A verdade é que há muitos pais que embora não estejam separados das mães, tambem nunca estão presentes.
E tenho a certeza que tu, alivias essa falta que a Maria sente. És uma mãe muito especial.
Um beijinho muito grande para ti e para a tua filhota


De blogando-me1 a 27 de Dezembro de 2007 às 16:10
Arrepiei-me quando li este teu post. Sou filha de pais separados e não foi por isso que deixei de ter amor e carinho. Sempre tive os meus avôs que nunca me deixaram faltar nada e uma super mãe que me protegeu. Tu, querida Maria tens uma mãe que eu acredito é uma super mãe. Ela sempre estara aqui para cuidar de ti, para te dar amor, para te orientar no teu futuro. Daqui deste coração que sofre, vai para a super mãe e para a Maria um beijo cheio de ternura. Que o ano de 2008 traga para as duas tudo de bom.
Bjs fofos


Comentar post

mais sobre mim
Dezembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
22
23
24
26

27
28
29
30
31


posts recentes

A Pensar em si

Bendito serás

Feminino Singular

Todos devemos ajudar

Ainda há milagres

Podia

Acordo ortográfico

Gostei de ver e ouvir

Intimidade ou higiéne?

É bonito

Sem título

Agitação social

Desde que

Preciso

A Estupefacta sou eu

Não consigo preparar-me

Como uma mulher pode alte...

Excelente ideia e melhor ...

Genes cor de rosa

E assim se tapa o Sol

arquivos
tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds