Sexta-feira, 23 de Novembro de 2007

 

 

E, por favor, alguém que me explique....

 

Se não amam as ex por que é que as procuram por tudo e por nada?!!!

Para dizer que estão sozinhos , para pedir conselhos sobre a possibilidade de mudar de emprego, para avisar que o piso está escorregadio e que temos de ter cuidado na estrada, para perguntar se já passamos no sítios X ou Y e que lá está a BT ou um acidente, para tomarmos um café, para querer contar que o chefe é um estúpido......

 

Porquê? Para quê?

 

 

E, já agora, por que é que o senhor Sócrates, o nosso primeiro, passa a vida na televisão? Deve ser para eu fotografar. Desculpa Sara o uso abusivo.

 

É que «ambos os dois» são tão parecidinhos fisicamente.....

 

 

 

 


sinto-me a questionar
tags: , , ,

publicado por Estupefacta às 22:45 | link do post | comentar

16 comentários:
De Jorge Soares a 23 de Novembro de 2007 às 22:56
Quando amamos alguém, qualquer desculpa é boa para escutarmos a sua voz.....

É isso, ou ele ainda precisa mesmo da mãe!

Jorge
PS:Eu só passei por aqui por acaso....
http://oqueeojantar.blogs.sapo.pt/


De Estupefacta a 24 de Novembro de 2007 às 14:32
Olá Jorge

Seja lá para o que for, está a tornar-se uma pedra no sapato.

Ainda bem que passou aqui por acaso, porque eu já passei no seu blogue e gostei muito.

Obrigada e bom fim de semana e já agora «O que é o jantar»?

Beijinhos


De Jorge Soares a 25 de Novembro de 2007 às 21:43
Olá

Normalmente tiramos o sapatto, sacudimos a pedra, voltamos a calçar e segumos o nosso caminho.

Não é lá muito inteligente afeiçoarmo-nos a calhaus.....sem querer ferir susceptibilidades, e muito menos se como diz, este não retribui o carinho.

O jantar?, simples, bifes de atum à bolonhesa com tagliatelis e queijo da ilha.....Um dia de este coloco a receita no Blog.

Jorge
http://oqueeojantar.blogs.sapo.pt/


De Júlia a 23 de Novembro de 2007 às 23:01
olha... calhando é porque afinal ainda amam as suas exs.

Beijinhos.


De Estupefacta a 24 de Novembro de 2007 às 14:33
Ai amiga, estranha forma de amar esta.

Beijinhos e bom fim de semana


De dolce_vita a 24 de Novembro de 2007 às 02:24
Para quê não sei,mas que procuram, lá isso procuram.Ninguém os entende!
Será que procuram mãe?
Vou nesta direcção.
bom fim de semana (passa no meu cantinho tenho lá um "carinho"


De Estupefacta a 24 de Novembro de 2007 às 14:36
Antes de mais, obrigada pelo carinho.

Mãe? O rapaz até é bem mais velho que eu.... só da minha Maria. Não preciso de mais um filho, preciso de um companheiro...

Beijinhos grandes e obrigada


De Pedro de Sousa a 24 de Novembro de 2007 às 09:15
Ola

Telefonar não significa amar... significa precisar de apoio, de amizade

Na realidade o que muitas vezes fica de uma relação terminada é apenas a amizade, a compreensão fruto de uma experiencia em comum...

Telefonar quando se tem um problema pessoal é o reconhecimento de uma qualidade no outro, que o outro é capaz de ter uma opiniao e ajudar-lo... eu vejo isso como amizade, nao como amor

... e como dependencia... na realidade os homens sao muito mais dependentes que as mulheres...

enfim... cabe-te a ti e a quem se sinta lesado fazer -lhes o reparo que a "pressão" vos tá a incomodar...

Beijinhos


De Estupefacta a 24 de Novembro de 2007 às 14:36
Tens razão Pedro, sabes que sim.
Um grande beijinho


De Migas a 24 de Novembro de 2007 às 13:42
... porque precisa de colo...
.... porque precisa de falar com alguem...
... porque hábitos antigos não se perdem facilmente...
... porque há decisões que não quer tomar sozinho...
...
...
porque sente a tua falta...
...
...
... porque amor quer dizer muitas coisas...

________________________________

Em relação ao Sócrates não me pronuncio porque tenho funcionários públicos na familia


De Estupefacta a 24 de Novembro de 2007 às 14:41
Olá Migas

Pois, precisa disso tudo... até aceito, mas a decisão foi ele quem a tomou e doeu-me tanto na altura.

Quanto ao Sócrates, não tem a ver com política, mas é que as duas personagens são tão parecidas fisicamente . Vê lá tu que a minha mãe quando quer perguntar pelo meu ex me diz «então o Sócrates como está, tens falado com ele?». . Até fico com os olhos em bico.

Beijinho muito grande


De Milena a 24 de Novembro de 2007 às 14:35
Olá,
Porque a partilha de vida em comum não se rompe assim tão fácilmente, mas também não queiram fazer das suas ex- mulheres, companheiras, amigas, etc., mães, porque não é esse o nosso papel.
Beijinhos e bom fim de semana!


De Estupefacta a 24 de Novembro de 2007 às 14:48
A verdade é que me fez sofrer muito e também ainda não consegui cortar com tudo, nem posso. Mas a decisão foi dele e tem de assumir as consequências do acto.
Papel de amiguinha, não quero nem o vou fazer.

Um grande beijinho e bom fim de semana


De Lua de Sol a 25 de Novembro de 2007 às 14:08
O amor não se esquece, embora possa não se sentir da mesma forma... Concordo particularmente com o Pedro e com a Migas... Os homens, que demonstram, muitas vezes apego e dependência, nas relações, ao aprtirem são bem mais dependentes. As mulheres têm uma capacidade de adaptação superior, embora para tal necessitem de fazer um "luto" mais visível... Mas conseguem equilibrar-se genuinamente melhor. Depois, temos o hábito. O hábito é algo muito cheio de raízes.

Mas eu acrescento, ainda uma coisa que me disseram uma vez e que na altura não me fez sentido mas hoje faz... e muito.... "nem sempre aquilo de que se gosta é aquilo que se quer; nem sempre aquilo que se quer é aquilo de que se gosta".

É complexo. Já lá vai o tempo em que acreditava que para se ser feliz num amor bastava que existisse amor. Estranhamente nem sempre é assim. Às vezes, amamos muito, mas somos tão incompatíveis ou temos tantos traumas/fantasmas que viver com esse amor é uma tortura. Não podemos viver com ele e não podemos viver sem ele...

Uma beijoca rechonchuda, que sei que te vai saber bem

P. s. - Achei piada...à fotografia...


De Estupefacta a 25 de Novembro de 2007 às 14:29
Eu sei exactamente o que sinto (e ainda gosto tanto dele, mas só me faz sofrer). Sei também que ele gosta de mim, mas como dizes somos realmente incompatíveis... temos modos de ver as coisas e senti-las completamente diferentes, temos objectivos de vida completamente diferentes. Tudo é diferente em nós. Se a princípio isso parecia ser um aliciante desafio, a verdade é que se tornou num processo desgastante, de corrosão.
Ele aparece-me em tudo o que é lugar... ainda ontem quando estava a fazer as primeiras comparas de Natal, o telemóvel tocou... e ele estava mesmo atrás de mim. Que dizer? gostei de o ver? Pois gostei, quero estar com ele? Pois, não sei.
É esta luta entre a racionalidade e o coração que me traz angústia, me sufoca . Luto para resistir, porque sei que não é o que quero para mim e para a Maria, porque não quero voltar a anular-me em prole de alguém que.... tem uma forma muito peculiar de amar... até a filha.

A fotografia? É que os dois senhores são tão parecidos fisicamente que até me faz impressão.... até a rir.... brrrr !!!!

Um grande beijinho e soube-me mesmo bem


De Anjos a 26 de Novembro de 2007 às 16:29
Amiga, pensa assim o Sócrates só à machadada, se o teu ex é parecido com ele, então chama-lhe Sócrates, boa????? Passam-te as vontadinhas todas, ihihihihih


Comentar post

mais sobre mim
Dezembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
22
23
24
26

27
28
29
30
31


posts recentes

A Pensar em si

Bendito serás

Feminino Singular

Todos devemos ajudar

Ainda há milagres

Podia

Acordo ortográfico

Gostei de ver e ouvir

Intimidade ou higiéne?

É bonito

Sem título

Agitação social

Desde que

Preciso

A Estupefacta sou eu

Não consigo preparar-me

Como uma mulher pode alte...

Excelente ideia e melhor ...

Genes cor de rosa

E assim se tapa o Sol

arquivos
tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds