Terça-feira, 6 de Novembro de 2007

 

 

Do fruto da boca do homem se farta o seu

ventre; da colheita dos seus lábios ele se satisfaz.

A morte e a vida estão no poder da língua,

e aqueles que a amam comerão do seu fruto

 

Provérbios 18: 20 e 21

 

 

Ele lhes disse: Também vós não entendeis?

Não compreendeis que tudo o que de

fora entra no homem não o pode contaminar,

pois não lhe entra no coração, mas no

ventre, e é lançado fora?

E dizia: o que sai da boca do homem é o que contamina. (...)

 

Marcos 7: 19-21

 


 

 

As palavras têm poder. O que sai da nossa boca é como uma semente que, a seu tempo dará o seu fruto.

Se alguém semear batatas não vai esperar, com toda a certeza, colher couves.

Ora, se alguém andar constantemente a semear palavras destrutivas, não vai querer colher coisas construtivas, boas, fortificadas para a sua vida.

 

A verdade é que nós próprios acabamos sem nos darmos conta de semear (e com raízes bem profundas) coisas más para as nossas vidas.

A mim tudo me acontece; o meu marido deve estar com a outra; o meu filho é uma nulidade, nunca vai ser ninguém; só me falta cair um avião em cima; o dinheiro vai-se que é um instante, a minha avó morreu de cancro, o meu tio também e eu já sei que me vai acontecer a mesma coisa,....

São alguns exemplos que nos habituámos a ouvir e, sobretudo, que nos habituámos a proferir.

 

Se as pessoas soubesses o quão perigoso é o «jogo de palavras» teriam um cuidado extremo, poriam freios na boca.

 

A língua é um pequeno membro do nosso corpo, mas pode incendiar um grande mato (está também escrito em Tiago - na Bíblia) e mais: é o leme das nossas vidas.

 

Muitas vezes as coisas acontecem e procuramos uma justificação racional, plausível. Mas a verdade é que a grande parte acontece porque as sementes cresceram e deram o seu fruto.

 

Já diz o ditado: quem semeia ventos colhe tempestades. Logo, quem semeia palavras negativas não pode esperar colher coisas positivas.

 

Semear, dar tempo para a semente crescer e depois colher o fruto é uma lei natural da vida.

 

Eu mesma, Maria Estupefacta, estou a «pregar» e, na verdade, estou a colher muitos frutos, cujas sementes foram lançadas por mim.

 

Pessoas que nos desejam mal e falam mal de nós não faltam. Não precisamos de «amaldiçoar» a nossa própria  vida... já há gente que baste que o faça.

 

É tudo uma questão de lógica, de fé. Eu chamo fé inteligente que, posta em acção, dará os seus frutos.

 

 


sinto-me de boca fechada

publicado por Estupefacta às 10:34 | link do post | comentar

6 comentários:
De Milena a 6 de Novembro de 2007 às 10:48
Olá Amiga, envio um beijinho e deixo este pensamento que tem haver com o que tu escreves:

Somos o que pensamos. Tudo o que somos surge com nossos pensamentos.Com nossos pensamentos, fazemos o nosso mundo."(Buda)




De Estupefacta a 6 de Novembro de 2007 às 21:47
Olá Milena
Obrigada pelo beijinho que retribuo com amizade.
A verdade é que Buda é uma das personalidades que mais admiro e este pensamento que me deixaste é tão verdadeiro.
Os pensamentos geram acções e as acções levam aos resultados, aos frutos.
Um grande beijinho


De Júlia a 6 de Novembro de 2007 às 16:51
Este texto encheu-me o peito com um sentimento, que nem sei descrever... é bom meditar sobre estas palavras... por vezes também me queixo de mais da minha vida! E não deveria...


De Estupefacta a 6 de Novembro de 2007 às 21:54
Olá
Obrigada pela visita e pelo comentário.
De facto às vezes lamentamo-nos com o que se diz na gíria de «barriga cheia». a verdade é que as lamentações entraram na nossa linguagem quotidiana e sem darmos por isso estão a sair de uma forma natural. O pior é que essas palavras são sementes e podem dar frutos indesejados.
Um grande beijinho


De Infiel a 10 de Novembro de 2007 às 20:58

como a Milena referiu, nós somos o que pensamos, a lei da atracção, pensamentos positivos, geram situações positivas e o inverso

somos seres de energia, que mal utilizada, destroi

palavras e pensamentos : positivos geram situações positivas

deviamos ter tanto cuidado com os nossos pensamentos como com as nossas palavras, dar importância ao que é realmente importante para a nossa feliciade

Um beijo com carinho




De Luna a 22 de Novembro de 2007 às 13:19
Olá!!

Seu blog é maravilhooooooooooooooooooso! Muito bom mesmo. Ameeeeeeeeei a forma como escreve e também os temas. Sem contar, que sou professora e também amo o seriado Gilmore Girl´s. Voltarei muitas outras vezes... PARABÉNS!

beijinhos

Luna


Comentar post

mais sobre mim
online
Passaram por cá
PageRank
Dezembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
22
23
24
26

27
28
29
30
31


posts recentes

A Pensar em si

Bendito serás

Feminino Singular

Todos devemos ajudar

Ainda há milagres

Podia

Acordo ortográfico

Gostei de ver e ouvir

Intimidade ou higiéne?

É bonito

Sem título

Agitação social

Desde que

Preciso

A Estupefacta sou eu

Não consigo preparar-me

Como uma mulher pode alte...

Excelente ideia e melhor ...

Genes cor de rosa

E assim se tapa o Sol

arquivos
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape Add to Technorati Favorites View blog authority
Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa Top de Blogues
tags

todas as tags

eXTReMe Tracker
blogs SAPO
subscrever feeds