Quinta-feira, 27 de Setembro de 2007

 

 

 

Então Pedro, aproximando-se,

lhe perguntou: Senhor, até quantas

vezes pecará o meu irmão contra

mim, e eu lhe perdoarei? Até sete?

Jesus lhe respondeu: Não te

digo até sete vezes, mas até

setenta vezes sete.

(Mateus 18:21-22)

 


 

 

 

Fazendo as contas: 70 X 7 = 490.

São muitas vezes para perdoar.

 

 

O perdão não é uma capacidade divina, o perdão é uma capacidade que todos devemos exercitar e pôr em prática nas nossas vidas.

Sei que não é fácil libertar perdão para quem nos magoa, nos entristece, quem nos faz mal. Ainda por cima se pensarmos que quem nos faz isso é alguém que está bem perto de nós, porque, caso contrário, não nos provocaria qualquer reacção.

A falta de perdão leva a que o nosso coração fique cheio de angustia, de ressentimentos, de sentimentos negativos que irão provocar atitudes e reacções negativas e que, por sua vez, produzirão frutos negativos (consequências) nas nossas vidas.

Se pensarmos nesta metáfora: a falta de perdão faz com que eu carregue essa pessoa às costas. Logo, mediante um obstáculo, o peso que carrego vai impedir-me ou fazer-me gastar uma maior energia e forças para o transpor.

Quantos de nós já não se sentiu magoado? Quantos de nós já não disse: Esperava tudo de todos, menos daquela pessoa!

Quantos nós, até no casamento, já não se sentiu ferida por um comentário ou palavra solta que o conjuge proferiu? Quantos de nós não se sentiu triste porque a colega andou a fazer a cabeça do chefe? Quantos de nós não ficou triste com uma palavra injusta dos nossos filhos? E nós que fazemos tudo para eles e por eles.... que injustiça! Não merecíamos, realmente.

E Jesus, merecia ter aquela morte (na Cruz), aos 33 anos? Com toda uma vida pela frente para viver?

Ele também sentiu dor no corpo e na alma. As suas mãos e os seus pés sangravam, o «seu lado» onde lhe foi espetada a lança sangrava. Não Lhe terá isso provocado uma dor imensa? E a sua alma como estaria? Não  pensaria Ele: «Que mal fiz eu? Só libertei os oprimidos e dei força aos cansados; só curei os enfermos e regenerei os pecadores.

Merecia Jesus Isto? Não se teria sentido só e abandonado?

«Pai, se for possível, passa de mim este cálice...», «Deus meu, Deus meu, por que me abandonaste?

Mas eu não sou Jesus. Pois não sou e ainda bem (não suportaria tal injustiça). Mas Ele negou-se a si mesmo. Para quê? Para perdoar todos os nossos pecados, para nos dar uma vida com abundância, para nos salvar, para no dar paz, alegria, amor, saúde, suprimento das nossas necessidades.

E crês nisto? Creio. Tanto como creio no ar que respiro, no amanhã que se levanta.

E tu perdoas? Sim, perdoo.

Perdoar não significa andar aos abraços e beijinhos. Perdoar é uma decisão, uma tomada de atitude. É, em oração dizer: Que Deus o abençoe e que seja muito feliz. Que Deus lhe dê tudo o que eu desejo para mim.

É fácil? Não estou a falar de facilitismos. A vida é fácil?

Esta é a minha oração, esta foi a minha oração. Custou? MUITO!!!!! Mas não quero carregar nenhum peso que não o meu. Quero o meu coração liberto para que dele possam fluir bençãos sem medida. Quero a minha mente a trabalhar em coisas que produzam bom fruto.

Quero SER FELIZ!

E que SEJA FELIZ TAMBÉM!


sinto-me com a certeza do amanhã
música rude cruz se eregiu, dela o dia...

publicado por Estupefacta às 23:12 | link do post | comentar

6 comentários:
De cintia a 28 de Setembro de 2007 às 12:40
Agora !
Agarrar a vida
sem indagar porquês.
Viver agora
com tanta intensidade,
como se fosse
o minuto derradeiro.
Olhar o hoje e ver o
reflexo de antes,
muito antes.
Usufruir o momento
como vem,
esquecendo o tempo
do ontem e do amanhã,
indo fundo no tempo de agora.
Mergulhar inteira no lago
do instante presente,
como se a vida se escoasse
após aquela hora.
Amar demais, como se tudo fosse
acabar como uma onda revolta,
na chegada de um acaso
que sempre acontece
sem que a gente perceba
(M.Martinez)

Desejo um maravilhoso fim de semana

Beijinhos

cintia


De Estupefacta a 28 de Setembro de 2007 às 20:55
Olá Cíntia
És, de facto, uma querida.
Obrigada pelo tua amizade.
Um grande beijinho e um fim de semana cheio de estrelas cintilantes


De Milena a 28 de Setembro de 2007 às 14:59
A capacidade de perdoar é um dom que só se consegue quando o nosso coração está aberto para isso. Quando no nosso coração não existe espaço para o rancor, ódio, e esses sentimentos maus que só nos fazem sentir mal.
Por isso amiga, prova que o teu coração está aberto para sentimentos bons e puros que te façam feliz, e que te sintas abençoada por teres esse dom de perdoar!

Deixo-te uma


De Estupefacta a 28 de Setembro de 2007 às 20:58
Olá Amiga
Ás vezes não é fácil, reconheço. Mas a falta de perdão só nos traz azedume e amargura à nossa vida e isso eu não quero.
Um grande beijinho

Deixei-te um «grande testamento» no teu blogue
Bom fim de semana


De Lua de Sol a 29 de Setembro de 2007 às 02:34
Ainda bem que estás a aprender a ser feliz isso significa que caminhas para a felicidade:)
Acredito que essa é a nossa maior missão: ser feliz.
Eu acredito no perdão e acredito que se pode perdoar e esquecer e perdoar e não esquecer. Não esquecer no sentido de guardarmos na memória como um armazenamento de dados e não com rancor.
Quando perdôo está perdoado, seria hipócrita dizer que deixei de me lembrar, pois não deixei mas realmente perdoei e não guardo ressentimento. Até te digo mais, às vezes acho que o perdão faz melhor a quem perdoa do que a quem é perdoado. A mim, perdoar deixa-me a consciência tranquila e o coração mais leve:)
Quem somos nós para não perdoar se todos erramos?!
Beijinhos


De Estupefacta a 29 de Setembro de 2007 às 10:42
È isso mesmo amiga
Perdoar alivia muito, porque nos liberta do peso da angústia, do rancor, do desejo de vingança.
Fica armazenado na «nossa base dados», mas apenas para nos ajudar a processar a informação em decisões ou caminhos a seguir,
Um grande beijinho e bom fim de semana


Comentar post

mais sobre mim
Dezembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
22
23
24
26

27
28
29
30
31


posts recentes

A Pensar em si

Bendito serás

Feminino Singular

Todos devemos ajudar

Ainda há milagres

Podia

Acordo ortográfico

Gostei de ver e ouvir

Intimidade ou higiéne?

É bonito

Sem título

Agitação social

Desde que

Preciso

A Estupefacta sou eu

Não consigo preparar-me

Como uma mulher pode alte...

Excelente ideia e melhor ...

Genes cor de rosa

E assim se tapa o Sol

arquivos
tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds