Quarta-feira, 26 de Setembro de 2007

 

 

 

 

Desde sexta-feira que só me têm acontecido disparates atrás de disparates. Acho que de Estupefacta devo mudar para Disparatada.

Na sexta-feira fui a uma loja aqui na Vila onde vivo que, por acaso fica no extremo oposto à minha casa,  comprar material que ainda faltava para a Maria (os professores de Educação Visual são muito exigentes) e depois de ter percorrido todas as prateleiras e afins em busca do pretendido resolvi fazer um ultimato : ou te decides ou vou-me embora. A Maria lá se decidiu .

Chegámos ao carro (que como sempre estava muito bem estacionado, eh eh) e...

- Maria, as chaves do carro?!

- Sei lá, tu é que as tinhas.

Voltas e mais voltas na loja, as senhoras que lá trabalham ajudaram e nada.

- Vai, por favor, ver se estão caídas ao pé do carro.

- Mãe, as chaves estão dentro do carro e está tudo trancado.

Boa!

Lá fomos nós em peregrinação buscar as suplentes a casa e toca a fazer a caminhada de volta ao carro. Nisto foi mais de 1 hora.

No Sábado fui trabalhar (sim, porque os professores trabalham e muito). A Maria ficou em casa dos meus pais. Eis que a meio da viagem...

- Que barulho é este?

- É só olhares para o teu lado esquerdo, respondeu a miúda em tom irónico .

Olhei e, qual não foi o meu espanto, o vidro estava todo torto. Pois, tinha saído da calha.

Lá parámos e tentei puxar o vidro para cima, endireitá-lo e, escusado será dizer, uma hora de atraso.

No fim da tarde, mais uma:

- Onde está o saco com o material?

- No teu quarto, não?!

- Não!!!

Voltas à casa, mais voltas (só faltou abrir o congelador) e nada. O saco tinha ficado na loja.

- Hoje já não saio. Vamos buscá-lo na segunda.

- Não pode ser, tenho Educação Visual na Segunda.

Toca de ir de novo à loja. As senhoras deviam pensar que estávamos malucas. Entre sorrisos lá agradecemos.

Ontem (segunda-feira) ia toda contente para a escola, por volta das 8 horas e um simpático resolveu parar no meio da rotunda (para dar prioridade). Eu consegui travar... o senhor de trás é que não. PUM! Já está. O que provocou aquilo nem se dignou a permanecer no local.

O senhor que me bateu aproximou-se.

- Desculpa, não tive tempo de parar.

- O senhor não tem culpa. o da frente (que entretanto já se tinha escapulido) é que teve.

Olhei para o carro e era só mais uns arranhões.

- Deixe-me abrir e fechar o porta bagagens, se estiver tudo bem, deixe lá. E o seu carro?

- O meu carro logo se vê... fui eu quem teve a culpa.

- Isto não é nada, tenha um bom dia e Deus o abençoe.

O senhor olhou para mim e, desta vez, quem ficou ESTUPEFACTO foi ele.

Isto é que é, pensei... uns disparates atrás dos outros.

Quando cheguei ao pé da Maria contei-lhe, claro.

- Olha mãe, já nem sei que adjectivos hei-de usar. Qual queres: disparatada, distraída, despassarada ....

E ficou-se por aqui.

 

PAREÇO

 

 

 

 


sinto-me Disparatada

publicado por Estupefacta às 10:09 | link do post | comentar

14 comentários:
De Milena a 26 de Setembro de 2007 às 10:43
Claro que já me ri com os disparates dos outros eh, eh... quando somos nós é que não achamos piada. Ás vezes parece que nos acontece tudo de uma vez só, irra que azar ... Tem um dia mais calmo!

Beijinhos


De Estupefacta a 26 de Setembro de 2007 às 14:14
Olá Milena
Claro que dá para rir e foi o que fiz, não valia a pena fazer outra coisas porque já estavam os disparates feitos.
O pior é que já é a segunda vez que me acontece deixar a chaves no carro e da primeira foi bem pior.
Um beijinho grande amiga


De cintia a 26 de Setembro de 2007 às 10:47
Amiga, que dias???????????? Pois é já diz o ditado, há dias que não se deve sair à rua.
Espero que ultrapasses rápidamente esta fase atrapalhada, melhores dias virão.

Beijinhos cintilantes

cintia


De Estupefacta a 26 de Setembro de 2007 às 14:16
Olá amiga
Agora dá-me para rir. Isto só veio provar que sou mesmo distraída com certas coisas.
Mas não teve importância nenhuma, só me causou algum transtorno.
Um grande beijinho desta disparatada


De Pedro de Sousa a 26 de Setembro de 2007 às 11:53
Ola

Realmente ha dias que não se pode sair de casa...

Se continuares assim , o melhor é ires viver para uma terra mais pequena... sempre podes ir a pé...

Beijinhos


De Estupefacta a 26 de Setembro de 2007 às 14:19
Olá Pedro
Andar a pé é uma boa solução, até porque preciso e muito
Eu vivo numa terra bem pequena, costumo dizer que só tem uma rua que sobe e outra que desce. A questão é que trabalho na Capital que dista a cerca de 40 Kms e ir a pé era complicado, eh eh!
Um beijinho


De Pedro de Sousa a 26 de Setembro de 2007 às 18:23
pois

Realmente fazer 80 km a pe por dia, ficavas um esqueleto num instante... eheheh... e ainda por cima para trabalhar.... era uma trabalhera...

Beijinhos



De nofimdoarcoiris a 26 de Setembro de 2007 às 13:28
Bem podes dizer uma frase celebrizada num antigo programa de televisão: "que mais irá me acontecer?"!
Beijinhos


De Estupefacta a 26 de Setembro de 2007 às 14:21
Olá Amiga
Agora só me vão acontecer coisas boas... Tenho mesmo de prestar maior atenção ao que faço.
Essa frase era do Jô Soares, não era? ou do Nicolau Breyner? que grande confusão agora.
Um beijinho grande


De nofimdoarcoiris a 26 de Setembro de 2007 às 15:28
Nicolau Breyner...


De Lua de Sol a 26 de Setembro de 2007 às 15:27
O teu post não é uma anedota, mas fez-me rir! Para ti (e para a Maria) deve ter sido um pouco stressante, mas lá que é daqueles dias para recordar com um sorriso no rosto lá isso é!
Beijocas


De Estupefacta a 28 de Setembro de 2007 às 00:04
Podes não acreditar Sara, mas a nossa vida é uma animação. Do pouco nos rimos. somos assim. Temos uma grande cumplicidade e acabamos por tirar partido destes disparates. A Maria fica «estupefacta» com toda a minha distracção, diz que já nem tem adjectivos para me qualificar.
Um grande beijinho nosso (neste momento só meu, porque ela já dorme)


De daplanicie a 27 de Setembro de 2007 às 18:07
Deixa lá amiga. Que todos os azares que te aconteçam sejam esses e tudo correrá sempre bem.
beijinhos


De Estupefacta a 28 de Setembro de 2007 às 00:07
Acredita amiga que foram muitos os disparates.
Mas deu para rir, sobretudo com a das chaves.
Um dia conto mais disparates (que são tantos).
Um grande beijinho


Comentar post

mais sobre mim
Dezembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
22
23
24
26

27
28
29
30
31


posts recentes

A Pensar em si

Bendito serás

Feminino Singular

Todos devemos ajudar

Ainda há milagres

Podia

Acordo ortográfico

Gostei de ver e ouvir

Intimidade ou higiéne?

É bonito

Sem título

Agitação social

Desde que

Preciso

A Estupefacta sou eu

Não consigo preparar-me

Como uma mulher pode alte...

Excelente ideia e melhor ...

Genes cor de rosa

E assim se tapa o Sol

arquivos
tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds