Segunda-feira, 24 de Setembro de 2007

 

 

 

Desde muito cedo aprendi a gostar de ler. Não porque fosse uma criança ou jovem diferente, mais culta, mas porque EU AINDA SOU DO TEMPO em que só haviam 2 canais e um, a RTP 2 iniciava as suas sessões às 16 horas (se não estou em erro), AINDA SOU DO TEMPO em que na minha faculdade não haviam computadores, e ter uma máquina de escrever eléctrica, com fita correctora e tudo era um pequeno luxo. AINDA SOU TO TEMPO em que se ía para os Reservados da Biblioteca Nacional transcrever, à mão, os manuscritos e notícias da época (porque as fotocópias eram caríssimas),  durante dias e dias a fio e, depois, toca de, em casa,  os passar à maquina. AINDA SOU DO TEMPO em que quando apareceram os primeiros computadores me recusava a usá-los e, quando o fazia, tinha de escrever tudo em papel primeiro.

Posto isto, não me restavam muitas alternativas e, portanto, resolvi investir na leitura. Tinha também a sorte de ter muitos livros, de ter a colecção completa dos Cinco, dos Sete, do Castelo das Quatro Torres, das Gémas e do Colégio de Santa Clara, onde a DIANA desempenhava o «papel principal. Jovem de garra, de uma teimosia enorme, de uma determinação invejável, mas com um coração de ouro.

Lembro-me que, ao devorar aqueles livros, me sentia também uma aluna interna daquele colégio, de fazer parte do grupo dos amigos da DIANA (agora a história repete-se no mundo virtual), de participar nos diálogos, de poder sentir todo aquele ambiente e de me deixar envolver por aquela atmosfera sadia.

Hoje, em adulta, continuo a viajar através dos livros... Ler tornou-se um hábito, algo que faz parte do meu dia-a-dia.

Nos tempos em que se criam Planos Nacionais de Leitura, para incentivar os alunos a ler, a aperfeiçoar a escrita e sei lá o quê, fico ESTUPEFACTA quando há décadas se dá O Cavaleiro da Dinamarca, A Ilíada , a Odisseia, Camões de João de Barros, em vez dos Lusíadas (acho que Camões já deu mil e uma voltas no túmulo), que ainda hoje guardo,  completamente anotados com todas aquelas figuras de estilo.

Ainda não se percebeu que os tempos mudaram, que as leituras não podem ser as mesmas de há 20 anos, mas isso é outra coisa. Não estou com isto a menosprezar a importância das obras que citei, mas há que inovar, há que acompanhar a evolução dos tempos. Digo eu...

Os livros levam-nos para outras épocas, fazem-nos recriar diferentes tempos e personagens, envolvem-nos em tramas de amor, transportam-nos para uma realidade singular.

Ainda não percebi muito bem a resistência desta geração à leitura.

Faço um apelo aos pais: em vez de comprarem mais um jogo para a Play Station, levem os filhos a uma Livraria, levem-nos a sentir «o cheiro» dos livros, a ter um contacto com eles, a lerem os pequenos resumos que contêm.... é mais uma estratégia...

 

 

 

 


sinto-me Fora de tempo

publicado por Estupefacta às 22:59 | link do post | comentar

10 comentários:
De drink a 24 de Setembro de 2007 às 23:21
Antes de mais (mas não o antes suficiente de me ter babado toda), quero agradecer a descrição (na minha opinião exagerada )

Gostei dessa, do sou do tempo! LOL

ahahaha eu ainda sou do tempo, em que havia aquelas historinhas pequeninas, havia uma colecção imensa. e eu tinha completa! Nunca li nenhuma porque: Eu detesto ler.
Para mim é o maior sacrifício que faço. Nem as entrevistas nas revistas, cor-de-rosa consigo ler. Apenas leio coisas que suscitem interesse, mas que sejam coisas "rápidas". Livros para mim é uma utopia autentica. Ainda só consegui ler um livro desde que existo, e mesmo assim passei umas paginas à frente.

Acredito que ler faça muito bem, a minha pachorra é que não é nenhuma, é muita letra, consome só de olhar.. E nem tem muito a ver com o facto de jogar pc ou não, até porque já nem tenho idade para isso.. mas nunca fui de consolas.

Um beijinho enorme e obrigado pela presença permanente


De Estupefacta a 24 de Setembro de 2007 às 23:32
Fazes-me rir.
Agora faço dos blogues o meu Colégio de Santa clara, eh eh e tu és a DIANA, vês porque simpatizei desde sempre contigo?! tens o nome da minha sobrinha e afilhada (a primogénita do clã) e tens o nome da minha personagem favorita nos tempos de criança.
Ler faz-nos bem. Tens de acertar com o livro... depois torna-se um hábito.
Um grande beijinho


De Genny a 25 de Setembro de 2007 às 10:13
Adoro ler!
Aliás, acho que devoro os livros e consegui passar este bom gosto à minha filha. Se há coisa que mais gosto é passar horas na biblioteca.
Um bom dia para ti.


De Estupefacta a 25 de Setembro de 2007 às 13:36
Olá Genny
Antes de mais um ABRAÇO bem forte.
Eu pasou horas em bibliotecas e livrarias, gosto muito e tento transmitir esse gosto para a Maria. Felizmente, acho que estou a conseguir.
Um beijinho grande


De nofimdoarcoiris a 25 de Setembro de 2007 às 12:32
Eu também sou desse tempo e também adoro ler. Mas nem por isso tinha muitos lvros. Quando cheguei aos 15 anos deveria ter meia dúzia de livros. Tinha a sorte de ter uma prima que tinha a colecção completa dos 5 e alguns outros como, por exemplo, "A Fada Oriana" que me deliciou.
Não sei se é genético pois a minha filha é tal como eu, mas tem a sorte de o poder de compra ser maior e livros não lhe faltam. Desde os 18 meses que se habituou à leitura (feita por mim claro) e com 5 anos já lia sózinha. Aprendeu a ler através dos meus dedos que indicavam as palavras que eu ia lendo.
Quando o gosto não é inato há que incentiva-lo pois não há maior fonte de cultura e de incentivo à aprendizagem que o hábito de ter um livro sempre por perto.


De Estupefacta a 25 de Setembro de 2007 às 13:41
Olá Amiga
Eu como tinha 4 irmãos mais velhos do que, acabei por usufruir das coisas que eles já tinham. Hoje em dia, vou tentando, aos poucos, comprar um livrito aqui e outro acolá e, quando não o posso fazer não existo em ir a uma biblioteca ou recorrer a uma amiga.
É bom a tua filha gostar de ler. Também eu li sempre para a minha. Lembro-me que as histórias da Anita já as sabia de cor e ela também. Tenho lá o primeiro livro que ela leu do princípio ao fim e foi uma alegria, até coloquei a data do feito.
Um grande beijinho


De Lua de Sol a 25 de Setembro de 2007 às 17:31
Adoro ler! Quando não existe boa companhia, nada melhor do que a de um livro!
Comecei com a banda desenhada, passei para os da Anita, Uma Aventura (que adorava), As Gémeas , os Cinco, Patrícia e depois uns que adorava, que eram da Isabel Alçada e Ana M. Magalhães (se não lhes troquei o apelido! São as autoras de Uma Aventura)que eram a Viagem no Tempo, sobre História. Também gostava da Alice Vieira e das suas histórias doces... Saltei para a Agatha Christie , Edgar Alan Poe , e estava lançada numa panóplia de estilos e autores...
Os livros abrem-nos a caixinha da imaginação. Tenho centenas! Se mais não tenho é pelo custo e pela falta de espaço, que tenho várias estantes repletas, 'tadinhas!
A Primogénita adora livros - embora ainda não saiba ler -, entretém-se a folheá-los horas a fio... Comecei a compra-lhe livros e a ler-lhos tinha ela 3 meses! Ouvia quietinha e pestanejava ao ver as imagens... Só ela tem mais de 50! E sabe as histórinhas todas!
A minha mãe costumava levar-me a livrarias e também levo a Primogénita desde os 2 anos... Os mais pequeninos também já gostam muito, ficam contentes se lhes derem um livro de presente de anos ou de Natal!

Lá me estiquei outra vez, devia haver um livro que me ensinasse a poupar as palavras:)

Beijocas


De Estupefacta a 25 de Setembro de 2007 às 22:20
Olá Sara
É tão engraçado perceber o quanto temos em comum... até o percurso literário.
A família de facto tem um papel fundamental neste gosto pelas letras. Quanto a mim, o Plano de Leitura deveria ser desenvolvido no sei familiar, embora perceba que há pouco tempo, que há pouco dinheiro para se investir em livros (quando por vezes nem há dinheiro para o pão). Costumo comprar livros para a Maria com alguma frequência. Nada de grandes dissertações, claro. Ela já passou a fase da «Aventura» e, agora, costumo comprar-lhe livros da colecção «Clube das Amigas». São livros de leitura agradável e que fala de coisas que os adolescentes (mais concretamente, pré-adolescentes) sentem. Há um que eu também li - Baunilha e Chocolate - e conta a história de uma menina com fracos recursos , que não se vestia «à moda» e que, por isso, teve grandes conflitos e rejeições por parte dos pares. É bem giro.
Bom, ainda falas dos teus testamentos. Também eu sou cá uma tagarela.
Um grande beijinho


De A Velha Menina a 26 de Setembro de 2007 às 09:06
Tal como tu partilho a paixão pelos livros. Também tropeço neles em qualquer espacinho incauto de mais um apartamento lisboeta (que saudades do meu casarão no Alentejo...).
E também sou do tempo em que a televisão não nos roubava a vida...
Mas sabes, adaptei-me um pouco.
Descobri que o que interessa não é a forma, mas o conteúdo.
E, por muito que goste do prazer de folhear um livro, dei comigo a ler pela internet, descobri os ebooks e viciei-me nisso, pois além de me resolverem o problema das estantes repletas, ainda tenho mais temas e autores à disposição - daqueles que nem chegam a ser publicados por cá.
E posso guardá-los em suportes electrónicos, transferir para PDA e ler em qualquer sala de espera.
O gosto por ler mantem-se (e até é mais estimulante com a variedade disponível na web), mudou apenas a forma.

Agora tenho de resolver o problema da arrumação de CDs...

Bjs.


De ju a 27 de Setembro de 2007 às 14:56
Oi.. Sou a ju.. Eu tb adoro ler.. Mas confeço k é mais livros romanticos.. Tipo, Nora Roberts.. Mas nao so.. tb gosto dos livros de Dan Brown..
E se fores ao meu Blog iras reparar que estou a "tentar" escrever um.. ehehe.. Os livros fascinam-me.. E se acertamos num livro especial ao inicio, nao consegues parar enquanto nao chegares ao fim..
É fantastico ler livros que nos prende a atençao e imaginar as descrições dos lugares, momentos, etc.. é lindo,
Beijos e parabens pelo Blog


Comentar post

mais sobre mim
Dezembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
22
23
24
26

27
28
29
30
31


posts recentes

A Pensar em si

Bendito serás

Feminino Singular

Todos devemos ajudar

Ainda há milagres

Podia

Acordo ortográfico

Gostei de ver e ouvir

Intimidade ou higiéne?

É bonito

Sem título

Agitação social

Desde que

Preciso

A Estupefacta sou eu

Não consigo preparar-me

Como uma mulher pode alte...

Excelente ideia e melhor ...

Genes cor de rosa

E assim se tapa o Sol

arquivos
tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds