Terça-feira, 17 de Julho de 2007

 

 

 

Nada justifica a maldade das pessoas, a sua falsidade e hipocrisia.

Todos nós temos ou tivemos problemas, infâncias mais ou menos felizes, adolescências melhores ou piores, problemas maiores ou menores....

MAS NADA JUSTIFICA QUE ISTO SEJA A RAZÃO PARA QUE SE MALTRATEM AS PESSOAS.

Tive uma Infância feliz? Tive, porque nunca me faltou o amor dos meus pais, o calor da minha família. Isto marca a diferença.

Fui uma adolescente feliz? Fui, mas tive as minhas lutas,  os meus medos: alguns ultrapassei, outros ainda me acompanham na fase adulta... Mas aprendi a dominá-los.

Fui ou sou uma Adulta feliz? Sou, embora viva momentos de tristeza e de angústia.

Tenho uma vida perfeita ? Longe disso.

Tenho problemas? Quem não os tem?!...

Mas isto não me dá o direito de magoar os que me rodeiam, não me dá o direito de provocar dor aos ouros .

Tenho defeitos? E quantos... Um dos meus maiores defeitos é não conseguir avançar enquanto não perceber o porquê das coisas e, sobretudo, o porquê das atitudes das pessoas.

Será que ficamos felizes quando magoamos o outro voluntariamente? Eu não fico. Este não é o meu oxigénio.

Então, porquê? Porque nos magoam tanto de uma forma premeditada?

Não sei. Ainda não percebi, mas dói cá dentro.

 


sinto-me magoada

publicado por Estupefacta às 17:05 | link do post | comentar

11 comentários:
De carlos a 17 de Julho de 2007 às 18:59
Oh minha amiga! Não gosto de te sentir assim, infelizmente existem más pessoas, prontas a magoar-nos sem qualquer sentimento de arrependimento.Pessoas que só olham para o seu umbigo. Ninguém te deveria tratar assim, tenta esuqecer e pensar nas que te rodeiam e que gostam de ti.
Beijinho solidário!


De Estupefacta a 18 de Julho de 2007 às 18:48
Sabes Rcarlos , tenho grande dificuldade em compreender o que leva as pessoas a agirem de uma forma tão cruel. Enquanto não compreendo, não avanço.
Mas esta que me magoou, fê-lo de forma tão profunda e gratuita que vou tentar não perceber o porquê. Nem sequer quero pensar mais nela. Que o meu Deus a perdoe e a abençoe. É o que lhe desejo.


De drink a 17 de Julho de 2007 às 19:50
"A minha liberdade acaba quando a tua começa"

A muitos falta compreender esta frase, e estudar um pouquinho da filosofia de Kant, talvez determinadas atitudes acabassem.

Doi, e doi muito, mas a vida é única, não temos mais esta oportunidade. Aproveitá-la ao máximo por mais dificil que seja


De Estupefacta a 18 de Julho de 2007 às 18:49
Tens razão Diana
Só temos esta vida para viver, por isso, vamos dar importância penas ao que e a quem é importante e merece sê-lo.
Um grande beijinho


De flor_incognita a 17 de Julho de 2007 às 20:39
Então...que se passa?Não me parece bem...espero estar enganada!
Beijinhos


De Estupefacta a 18 de Julho de 2007 às 18:51
Infelizmente Flor não estavas enganada.
Não estava nada bem (ainda não estou completamente), porque a maldade das pessoas é maior que o Mundo. Não sou nenhuma vítima, mas custa-me que me desencantem desta maneira. Faço o luto e depois passa.
Obrigada pelas tuas palavras de carinho.
Um grande beijinho


De Milena a 18 de Julho de 2007 às 09:40
Olá Bom dia!
Custa muito quando somos magoadas! E Porquê? Porque nós damos um pouco de nós mesmos aos outros e esperemos receber deles senão for igual pelo menos alguma coisa. E quando verificamos que isso não acontece magoa, mas magoa mesmo!
Que Fazer?
Pensarmos que o que fizemos foi de coração, e que se a outra pessoa não reconheceu isso é porque não merece o nosso amor, amizade, carinho ou outro qualquer tipo de afecto.
Sei que dói, mas devemos tentar passar ao lado e seguir sempre em frente com a cabeça levantada certas de que as nossas convicções são as melhores, e não deixarmos que os outros nos derrubem.
Beijinho grande e Força!


De Estupefacta a 18 de Julho de 2007 às 18:55
Olá Milena
É exactamente isso que descreveste. Dói e muito. Ainda ontem tive a falar com o meu Pastor e as palavras dele foram sábias: «Não te arrependas de ter feito o que fizeste, fizeste-o porque pensavas ser o melhor; Deus também nos dá várias oportunidades». A dor passa... O golpe foi fundo, vai demorar a cicatrizar, mas vai passar.... Embora, a cicatriz fique sempre visível.
Obrigada por tudo o que tens sido para mim


De Estupefacta a 18 de Julho de 2007 às 18:56
Queria dizer estive....


De Milena a 19 de Julho de 2007 às 10:54
Olá amiga,
é isso mesmo, para nos sentir-mos bem, devemos ter a consciência de que o que fazemos foi por bem, é difícil mas as mágoas vão passando... seja qual for a mágoa que tens tenta passar um pouco ao lado, faz coisas que te façam sentir bem contigo própria e vais ver que que te sentes melhor!
Um beijinho grande


De Lua de Sol a 19 de Julho de 2007 às 05:31
Sinto exactamente o mesmo muitas vezes, mais do que as que desejava. Sabes qual é a pergunta que me faço a mim própria sempre? É: "Mas as pessoas não são normais?!". O meu conceito de "normal" é tentar não magoar alguém e, pelo contrário, tentá-lo fazer feliz. Verifico que actualmente cada vez há mais gente a pensar que o "normal" é ser feliz mesmo que para tal não respeite e magoe os outros. Por isso, ultimamente, até já termino o meu monólogo dizendo: "Bem, eu é que já não devo ser normal"!
Ainda bem que tu fazes parte do meu conceito antigo de "normal"! Beijinho


Comentar post

mais sobre mim
Dezembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
22
23
24
26

27
28
29
30
31


posts recentes

A Pensar em si

Bendito serás

Feminino Singular

Todos devemos ajudar

Ainda há milagres

Podia

Acordo ortográfico

Gostei de ver e ouvir

Intimidade ou higiéne?

É bonito

Sem título

Agitação social

Desde que

Preciso

A Estupefacta sou eu

Não consigo preparar-me

Como uma mulher pode alte...

Excelente ideia e melhor ...

Genes cor de rosa

E assim se tapa o Sol

arquivos
tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds