Segunda-feira, 16 de Julho de 2007

 

 

Tenho-me esquecido de mim, de tudo o que já fiz, de tudo o que fui, de tudo o que ainda posso fazer, de tudo o que ainda sou e posso vir a ser.

Nesta luta diária, em que o trabalho, os filhos, o casamento surgem sempre em primeiro lugar, tenho ficado para trás, tenho-me esquecido de olhar para mim, de tirar um tempo para me dedicar àquilo que gosto.

Enquanto o meu Pastor pregava, as lágrimas corriam-me sem poder contê-las. Retratava-me no que ele dizia, nos exemplos que dava, em tudo o que falava.

A pergunta surgiu na minha mente: O que é feito de ti? O que é feito dos teus planos, das tuas metas?

Não sei! Não me consegui encontrar, não os consegui encontrar, não as consegui encontrar. Mas,  consegui lembrar-me de que EU também existo.

É comum, reconheço, vivermos em prol dos outros, para os outros.... Não quero deixar de fazer isto. Quero continuar a viver para quem amo e por quem amo, mas quero voltar a ver-me ao espelho e amar-me. Quero ter a «garra» dos tempos da faculdade, a força que fazia de mim uma mulher invencível, que podia mudar o mundo.

Sei que as circunstâncias, os tempos são outros... mas preciso que o «meu EU» volte.

 

 

«Que é o homem mortal para que te lembres dele?

Contudo, pouco menor que Deus o fizeste...»

Salmo 8: 4-5

 

 

 

 

EU SOU VALIOSA, PORQUE SOU MULHER E SOU UMA FILHA DE DEUS

 

 


sinto-me Presenteada pela vida

publicado por Estupefacta às 09:39 | link do post | comentar

12 comentários:
De feeelingsss a 16 de Julho de 2007 às 10:21
Os sonhos existem para serem vividos. Basta estarmos predispostos a isso. Boa sorte


De Estupefacta a 16 de Julho de 2007 às 20:47
Olá Feeelingsss
Obrigada pelas palavras de encorajamento.
Tinha-me esquecido deles.
Um beijinho


De aspalavrasnuncatedirei a 16 de Julho de 2007 às 10:38
Olá estupefacta.
As mulheres cololam-se sempre no fim da lista e os anos passam e esquecemo-nos de nós. Quando damos por isso somos um «móvel» da casa exactamente como outro qualquer
Bjs


De Estupefacta a 16 de Julho de 2007 às 20:51
Olá Palavras Nunca Direi
Pois é, colocamo-nos no fim, mas não quero estar nessa posição e tomei consciência disso. Não quero ser um mero objecto decorativo. Sou e tenho uma vida valiosa de mais. É nisto que quero acreditar e é por isto que quero viver. Nós somos importantes!
Um grande beijinho e obrigada


De Milena a 16 de Julho de 2007 às 17:14
Olá!
tens toda a razão, como é possivel que com o passar do tempo, nós nos dedicamos tanto aos outros que nos esquecemos de nós proprias?
São as inúmeras preocupações que a vida nos acarreta, é a dedicação à vida familiar, principalmente aos filhos, passamos a viver em função deles, dos gostos deles, dos horários deles, etc...
Mas nunca nos deviamos esquecer que também existimos, de fazer alguma coisa por nós próprios que nos dê satisfação, para que um dia não possamos cair num vazio e ficarmos a pensar "Porquê"
Eu li algures, que estatísticamente hoje em dia a taxa dos divórcios está a aumentar em casais com os filhos numa idade em que já se libertaram dos pais. Qual a razão? Os pais durante anos dedicaram-se tanto aos filhos, a vida deles foi ficando para trás, que quando os filhos têm a sua própria vida entre eles já não existe mais nada que os faça manter juntos... Dá que pensar, não achas?
beijinhos para ti


De Estupefacta a 16 de Julho de 2007 às 20:57
Olá Milena
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Olá Milena <BR class=incorrect name="incorrect" <a>È</A> isso mesmo. Dedicamos tempo a tudo e a todos e nós acabamos por ficar para trás. <BR>Os divórcios acontecem nessa altura que as estatísticas apontam porque o casal deixou de ter uma vida a dois, já nada têm para falar, já nada os une. Afinal, tudo se reduzia aos filhos. E nós? O que é feito daquelas mulheres que tinham força para enfrentar o Mundo? Não quero ficar inerte. ainda temos muito para dar e viver. <BR>Um grande beijinho e não te esqueças de ti, porque és muito valiosa. <BR>


De Milena a 17 de Julho de 2007 às 09:36
Olá bom dia!
É mesmo isso que acontece, cabe a nós que temos consciência disso inverter as coisas.
Obrigado pelas palavras bonitas.
Beijinhos para ti e filhota


De Estupefacta a 17 de Julho de 2007 às 13:16
Olá Milena
Eu é que te agradeço por estares «sempre comigo».
Um grande beijinho para ti e para os pequenitos.


De carlos a 16 de Julho de 2007 às 18:43
Olá Amiga, como entendo as tuas palavras. O pouco que te conheço não me admira que te dediques muito aos outros, áqueles a quem amas, és assim. Mas tens que pensar em ti, olhar para ti, é preciso e mereces.Não duvido que sejas a mesma mulher invencivel,mas com outra maturidade e outras experiencias.
Beijinhos


De Estupefacta a 16 de Julho de 2007 às 21:03
Olá RCarlos
Um dia (brevemente) iremos conhecer-nos, porque te acho fantástico e um bom amigo.
Não posso viver só para os outros... Não quero. A minha filha um dia vai tomar o seu rumo, o meu marido... nada é eterno. Eu tenho que me valorizar, pensar em mim (como dizes) que é coisa que não tenho feito. O bem estar dos outros tem vindo sempre em primeiro lugar na minha vida e o meu tem ficado em posição de cauda. Tenho outra maturidade e outras experiências, é verdade. Então tenho de tirar proveito disso, porque está na hora. Quase nos 40... Se calhar já vivi mais de metade da minha vida... Não quero viver a outra metade no vazio.
Um grande beijinho e obrigada por tudo o que tens sido para mim


De daplanicie a 17 de Julho de 2007 às 11:39
Muitas vezes isso acontece...esquecemo-nos de nós e damos primazia aos que nos rodeiam que, por vezes nos decepcionam.


De Estupefacta a 17 de Julho de 2007 às 13:19
Olá Luz Rosa
Os que mais nos decepcionam são os que mais amamos...
Um grande beijinho e agradeço-te por estares sempre presente.


Comentar post

mais sobre mim
Dezembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
22
23
24
26

27
28
29
30
31


posts recentes

A Pensar em si

Bendito serás

Feminino Singular

Todos devemos ajudar

Ainda há milagres

Podia

Acordo ortográfico

Gostei de ver e ouvir

Intimidade ou higiéne?

É bonito

Sem título

Agitação social

Desde que

Preciso

A Estupefacta sou eu

Não consigo preparar-me

Como uma mulher pode alte...

Excelente ideia e melhor ...

Genes cor de rosa

E assim se tapa o Sol

arquivos
tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds