Quinta-feira, 28 de Junho de 2007

A mim faz.

Queixo-me porque nunca mais acabam as aulas, queixo-me porque está frio, queixo-me porque esta calor, queixo-me....

Queixo-me, sobretudo, pelo trabalho que levo ao longo do ano.

Tenho dois finais de ano: o civil e o lectivo.

O civil é um pouco doloroso porque é uma altura em que estou mais susceptível, em que faço um balanço da minha vida, daquilo que fiz, do que poderia ter feito, o que queria que tivesse mudado e não mudou, etc. , etc. , etc. .

O lectivo não é menos doloroso, porque embora passe a vida a lamentar com o trabalho - preparação de aulas, elaboração de fichas e testes, correcção... - o que é certo é que isto me faz falta, admito.

Agora tenho mais tempo livre, mais tempo que posso aproveitar para por as coisas em ordem, para estar com a miúda e fazer «o programa a duas», para dar atenção ao marido. Mas a verdade, é que me sinto perdida....

O tempo parece muito e acabo, nos primeiros tempos, por não saber como gerir esse tempo. Daí a estar a «meditar» em coisas que não devo é um pulinho... Depois, vem a melancolia, a angústia, uma confusão de sentimentos (que não os teria se tivesse a mente ocupada).

Mas enfim, isto depois passa... Vou arranjando tarefas para superar a falta que os meus alunos me fazem, as tontices que dizem e que me deixam inúmeras vezes ESTUPEFACTA, mas que alegram o meu coração.

É tempo de pensar em mim, na família que escolhi (bem, aqui só escolhi o marido e o mesmo duas vezes, porque a Maria essa não tive direito a escolher e ainda bem), na organização da casa, na papelada que todos os anos enche o Eco Ponto, nos jantares e almoços um pouco mais requintados, no convite aos amigos que vamos adiando por falta de tempo e, finalmente, nas tão desejadas férias.

Logo estará aí outro ano lectivo (não quero nem pensar).


sinto-me sem rotina

publicado por Estupefacta às 21:07 | link do post | comentar

6 comentários:
De daplanicie a 29 de Junho de 2007 às 07:50
Relamente é verdade. Quem é que nos entende?! Queixamo-nos dos alunos para logo a seguir sentirmos a sua falta. Mas agora é tempo de pensar em praia a passeio, não em pestinhas... :-)


De Estupefacta a 29 de Junho de 2007 às 17:17
Tens razão amiga
É tempo de pensar em lazer, em divertimento, em praia, em tanta coisa (até temos tempo para pensar mais nos problemas).
Um beijinho muito grande


De Milena a 29 de Junho de 2007 às 12:30
Pois ém estamos sempre insatisfeitas.
Aproveita da melhor forma possivel o tempinho livre, em especial com a tua filhota, porque depois eles crescem e vamos ter muitas saudades deles quando sentiamos que nós eramos o seu centro.
Bom fim de semana


De Estupefacta a 29 de Junho de 2007 às 17:20
Olá Milena
Quando damos conta... já as «suas pernas creceram, o seu corpo cresceu e vão com as aves», com diz Eugénio de Andrade.
Um beijinho grande


De Milena a 29 de Junho de 2007 às 22:08
Estas palavras t~em toda a razão de ser, porque é isso mesmo que acontece, e nós vamos sentir um vazio muito grade.
Um beijinho e bom fim de semana


De Estupefacta a 29 de Junho de 2007 às 22:39
Um vazio que é inevitável, como se se tratasse de mais um ciclo que se fecha.
Um beijinho grande Milena e os pequenotes como estão? A levar a mãe ao cansaço, aposto, Mas ainda bem
Um bom fim de semana cheio de Sol


Comentar post

mais sobre mim
Dezembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
22
23
24
26

27
28
29
30
31


posts recentes

A Pensar em si

Bendito serás

Feminino Singular

Todos devemos ajudar

Ainda há milagres

Podia

Acordo ortográfico

Gostei de ver e ouvir

Intimidade ou higiéne?

É bonito

Sem título

Agitação social

Desde que

Preciso

A Estupefacta sou eu

Não consigo preparar-me

Como uma mulher pode alte...

Excelente ideia e melhor ...

Genes cor de rosa

E assim se tapa o Sol

arquivos
tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds