Quinta-feira, 13 de Novembro de 2008

 

 

 

(http://homeexchangetravel.blogs.com/photos/uncategorized/2007/04/16/reminder.gif)

 

Bem sei que deveria estar a responder e a agradecer a todas as pessoas amigas que por aqui passaram a felicitar-me pela filha LIIINDAAA que tenho, mas estou com uns nervos que só visto.

 

Não posso dizer outra coisa senão que este modelo de avaliação de docentes é uma palhaçada traduzida em números, como se de venda de automóveis se tratasse.

 

Estive a preencher os meus objectivos. Custou-me, claro, mas que remédio. O que constatei? Que não interessa como fazemos, mas os números que apresentamos. Tudo se reduz a números. Agora tenho de quantificar tudo: quantas fichas de actividades faço (não interessa a qualidade delas nem se os alunos aprendem alguma coisa), quantos telefonemas faço ao longo do ano para os Encarregados de Educação (não interessa os motivos, o assunto, nem que seja para dizer um simples «bom dia», o que interessa é o número final... 'o sempre que necessário' é muito subjectivo), agora tenho de realizar 2 visitas de estudo por ano (não interessa onde e porquê, mas quantas faço), agora tenho de dizer que me proponho reduzir 10% das faltas dos meus educandos e reduzir o abandono escolar (como se agora mandasse nas possíveis doenças que os educandos possam ter ou na vontade das famílias em mandá-los para a escola), agora tenho de fazer futurologia e dizer que me proponho aumentar o sucesso em não sei quantos por cento (como se as notas dependessem só de mim, da minha vontade, do meu querer, como se avaliação não dependesse também dos educandos, MAS O QUE INTERESSA SÃO OS 4, OS 5 que vou ter de dar para atingir essa meta), agora tenho de me comprometer a ter reuniões mensais com os professores da minha direcção de turma (até tenho semanais, mas como posso ter de faltar a alguma... o melhor é escrever uma por mês e assim facilmente ultrapasso o meu objectivo e obtenho excelente neste item), agora tenho de atribuir uma ponderação a cada um dos meus objectivos (como se o trabalho do professor não fosse um todo, um conjunto de itens indissociáveis, como se pudesse ser espartilhado: sou 25% competente para fazer contactos com os Enc. Educação, 30% para ser Directora de Turma, 40% para as práticas pedagógicas.... Não é tudo uma prática pedagógica?!!!!)

Estou parva com tudo isto. É assim que vamos «mostrar» que somos bons ou maus professores?

O que me parece e esta é a minha leitura, é que este governo, independentemente da cor que tenha, quer aumentar o erário publico à custa dos funcionários públicos e sobretudo dos professores.

E que tal senhor primeiro ministro começar a reduzir nos telefonemas que faz e que estão previstos nas suas despesas mensais e que só para telemóvel gasta cerca de 10 mil euros?????? E que tal começar por diminuir o número de assessores do seu gabinete?????? E que tal deixar de distribuir Magalhães, quando as fotocopiadoras não funcionam, quando dicionários não chegam às escolas, quando as salas de aulas não têm as condições básicas para um bom ambiente?

Vamos deixar de ser hipócritas e mais papistas que o Papa.

A educação está mal? Pois está, não duvido. Mas a culpa não é dos professores... mas dos que pensam como quem governa, distanciados da realidade que é hoje a nossa sociedade.

 

Por isso, sinto-me à vontade para desafiar quem quer que seja a ver e analisar as folhas de objectivos individuais que entreguei e que me convença que aquilo que ali nos é pedido/exigido «É DO INTERESSE NACIONAL».

 

 

 

 

 


sinto-me Sem interesse nacional

publicado por Estupefacta às 19:38 | link do post

De Sorrisoduplo a 14 de Novembro de 2008 às 08:33
Depois de te ler (ainda não estava muito dentro deste caso de avaliação dos professores porque falasse mas não se diz nada) concordo que isto é tudo uma fantochada… típico deste governo que não sabe resolver as coisas indo à raiz dos problemas, “resolve” por cima depois do mal estar feito… areia para os nossos olhos (ou para os olhos de quem vai nestas cantigas).
Agora vamos passar a ter alunos de 4 e 5’s que não sabem nada… mas o importante não é saberem é mostrar ao povinho que as notas têm subido substancialmente e até a nova regra (de avaliação dos professores) funciona lindamente… por favor.
Beijinho


De Estupefacta a 14 de Novembro de 2008 às 10:51
E agora diz-me, onde está o interesse nacional disto? Se calhar é para seguirmos o exemplo de quem manda: ser engenheiro sem ter frequentado e concluído com êxito um curso superior. Tudo funciona na perfeição....
Beijinhos


De Sorrisoduplo a 14 de Novembro de 2008 às 11:31
É o que te digo... é tudo na base da aparência.
Beijinho


De Estupefacta a 18 de Novembro de 2008 às 12:48
É tudo para a fotografia. Já viste o caso dos Magalhães???!!! O senhor deu os Pcs para a fotografia e depois tirou-os. Estamos a fala de crianças, que não podem nem devem ser enganadas, mas enfim.
Um beijinho grande e continua com o sorriso


De Sorrisoduplo a 18 de Novembro de 2008 às 14:50
Ouvi hoje de manhã... é como te digo, querem atirar areia para os nossos olhos...
Beijinho


Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
Dezembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
22
23
24
26

27
28
29
30
31


posts recentes

A Pensar em si

Bendito serás

Feminino Singular

Todos devemos ajudar

Ainda há milagres

Podia

Acordo ortográfico

Gostei de ver e ouvir

Intimidade ou higiéne?

É bonito

Sem título

Agitação social

Desde que

Preciso

A Estupefacta sou eu

Não consigo preparar-me

Como uma mulher pode alte...

Excelente ideia e melhor ...

Genes cor de rosa

E assim se tapa o Sol

arquivos
tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds