Sexta-feira, 9 de Janeiro de 2009

 

 

Dia 9 de Janeiro de 2009, dia em que me deu vontade de aqui escrever.

 

 

Vou escrever sobre várias coisas, sem me preocupar se têm nexo, se são despropositadas, com alguma pertinência. Não me importo se o meu blog é de índole política, pedagógica, generalista, pessoal, com interesse ou sem interesse. É um espaço meu e isso basta-me. Tipo a minha casa, onde faço o que me apetece e onde deixo por fazer o que não me apetece.

 

Este ano, ao comer as 12 passas, não me lembrei de fazer nenhum pedido especial, a não ser saúde. Dei por mim a lembrar-me da anterior passagem de ano, nas 12 badaladas que me pareceram um número de mágica, onde um segundo me pareceu que iria resolver toda a minha vida, como que por milagre, onde pensei que iria ter toda a força do mundo para mudar coisas que até ali tinham sido imutáveis. Lembrei-me de pensar que tinha a força dos 20 anos, em que o espírito revolucionário invadia o meu viver, em que tinha forças para mover montanhas e nada me podia deter.

Este ano pensei que estava a ser mais racional e a verdade é que a euforia daquele segundo não me encheu de esperanças, mas de clarezas, de certezas de lutas que tenho de travar, de fantasmas que tenho de vencer e afastar. Não estou a ser pessimista, mas realista. Deixei de sonhar? É uma das questões que me coloco, mas que não tenho resposta. Acho que tenho outros sonhos, outras convicções, outras certezas. Um segundo não me chegou.... preciso de 365 dias, de 730 dias, de todos os dias que me restam para viver, para aprender a viver, para me aceitar e não viver falsas realidades.

Tive vontade de nunca mais aqui voltar; dei por mim a pensar que tudo isto é um disparate, que os blogs como o meu só existem porque vivemos cada vez mais sós, mais isoladas nas nossas lhas, que tudo aqui era falso. Depois pensei que, afinal, esta forma de relacionamento não é tão diferente da realidade, que por detrás de um blog está uma pessoa que pode ser verdadeira, falsa, sincera, hipócrita, política, economista, médica, psicóloga, conhecedora ou finjidora..... mas tudo isto é também assim na vida real. Desengane-se quem pense que a blogosfera é diferente da vida que todos nós temos lá fora.

Este ano, ao bater das 12 badaladas, a minha filha abraçou-me, desejou-me um bom ano e as suas primeiras palavras foram: «Um excelente ano para ti mãe. Para o ano vou passar a passagem de ano com as minhas amigas». Sorri, achei-lhe piada, mas esta é a realidade que me espera.

Sempre passei a passagem de ano com a minha filha, nunca a deixei em casa dos avós, talvez porque a sua 1ª passagem de ano foi passada no hospital de S. Francisco Xavier, onde pude ver a sua fragilidade, onde pude aperceber-me que era mãe, que aquele ser precisava dos meus cuidados, da minha protecção, da minha vida se fosse necessário. Há 13 anos que vivo por ela e para ela, que deixei de ter vida própria, que deixei de ser mais do que mãe e profissional, que deixei de ser a Fátima para passar a ser a mãe da Maria. Arrependo-me? Nunca. Voltaria a fazer tudo de novo e não a vou prender. Vou deixá-la crescer, viver a vida que lhe pertence e para a qual a estou a encaminhar.

 

Dei por mim a pensar numa mensagem que há tempos enviei ao meu irmão e que ele guardou religiosamente, tal como lhe havia pedido. Às vezes sinto vontade de o fazer....

Só ainda não percebi uma coisa: porque é que não desistem de mim? Não sou nada e nada tenho para dar.

 

 

 

 

 


sinto-me Triste

publicado por Estupefacta às 22:40 | link do post | comentar
|

26 comentários:
De Jorge Soares a 9 de Janeiro de 2009 às 23:08
Ultimamente ando a inspirar-me em posts para escrever os meus.... podia escrever vários posts sobre estas tuas palavras.... a começar porque utilizas uma frase que eu utilizei há uns tempos noutro contexto... e ficamos em falar disso :-)

Não desistimos de ti, porque como dizes, por trás de cada blog há uma pessoa, e através das letras, nós conseguimos vislumbrar que por trás deste blog está uma excelente pessoa.

Beijinho
Jorge


De Estupefacta a 9 de Janeiro de 2009 às 23:14
Olá
Ainda bem que estás aí.
Beijinho


De bruno a 9 de Janeiro de 2009 às 23:39
pois as vezes tambem me sinto assim triste e a parecer q o mundo nao me aceita como sou confuso... ditraido aluado parece q as mnas fraquezas de rrrepente descobriram q me podiam ultrapassar ... parece q as estou a ver ... a fazerem me um manguito e a gozarem me com amnha nao sabemos como vai ser o teu dia meu ganda to to ... as vezes so me apetece fugir... so q eu nem sequer tenho filha ta a ver a amiga... ha sempre alguem pior q nos força q asseguir a chuva vem sempre o verao ...


De Estupefacta a 10 de Janeiro de 2009 às 17:03
Olá Bruno
Tem razão, há sempre alguém pior que nós e as nossas fraquezas tornam-se muito pequenas perante problemas ainda maiores.
Obrigada pelas suas palavras e se puder ajudar em alguma coisa, embora me sinta fraca, partilho consigo as forças que ainda me restam
Um abraço


De artesã a 10 de Janeiro de 2009 às 00:40
Olá eu estou aqui e gosto de vir ver o que escreves, nem sempre comento mas venho muitas vezes. Beijinho grande


De Estupefacta a 10 de Janeiro de 2009 às 17:05
Obrigada Artesã, sei que estás sempre presente. Quem me dera ter coragem e força como tu tens.
Um grande beijinho minha amiga


De guguinha a 10 de Janeiro de 2009 às 12:07
Aí amiga, porque é que neste inicio de ano tambem me senti e ainda sinto assim? Que mal terá este ano ? Mas seremos fortes o suficiente para lhe fazer frente com unhas e dentes, e prevalecer esta nossa vontade de manter a nossa vida e aqueles que mais amamos juntos.
Tambem o meu mano me disse na passagem de ano ,por telefone, vamos ver se este ano a gente se ve mais vezes, ele foi passar fora com a familia, eu fico em casa com os meus pais (os quais não consigi deixar sós, e a minha familia.
Só estou triste e não consigo perceber o porque, ou melhor não quero sequer pensar no que me tem atormentado.
Não nos deixes, tu es forte, amiga,e gosto muito de ti. Beijinho grande, Guguinha


De Estupefacta a 10 de Janeiro de 2009 às 17:10
Estive a fazer uma retrospectiva em relação ao ano passado. Os balanços que costumo fazer por norma trazem-me força, mas este ano isso não aconteceu. Tenho uma família muito querida, amigos, mas.... sinto-me só.
Um grande beijinho. Quando vens cá abaixo? Avisa-me. Sei que me compreenderás.


De Ritynhaa a 10 de Janeiro de 2009 às 13:36
Estupefacta, tenho de lhe dizer que a admiro. Através das suas palavras e das acções que tem, consigo ver que este seu espaço não é só mais um daqueles que "enche a blogosfera", mas sim um diário muito pessoal, intimo, que partilha com todos nós. Em cada palavra sua consigo ver um sentimento, uma pessoa muito humana por detrás do computador a aliviar as suas incertezas, as suas frustrações enquanto professora, mãe e, acima de tudo, mulher.
Acho que todos nós, mesmo que não o admitamos, temos momentos em que pensamos que não somos nada e que não temos nada para dar. Mas enganamo-nos...por vezes a nossa companhia, o nosso sorriso, o nosso "mau-humor" reflecte como nos sentimos e reflecte o quanto precisamos dos outros e os outros de nós.

Estupefacta, muito obrigada por estar presente na minha vida blogosférica e, consequentemente, na minha vida.

Um grande beijinho para si e para a Maria*


De Estupefacta a 10 de Janeiro de 2009 às 17:12
Fiquei assim. Dos mais novos vem o exemplo perfeito. Eu é que te agradeço Ritynhaa por estares presente na minha vida.
Um grande beijinho


De daplanicie a 10 de Janeiro de 2009 às 16:18
Mas que dizes tu?! Não tens nada para dar, um ser humano maravilhoso como tu?! Nunca penses uma coisa dessas. Vem e escreve quando te apetecer e quando isso não acontecer não te preocupes prque haverá sempre que esperará pelo teu regresso de "braços abertos". Peço desculpa por não passar com a frequência que mereces mas ando tão ocupada que me é de todo impossível.
Beijinhos com amizade


De Estupefacta a 10 de Janeiro de 2009 às 17:22
Estás sempre presente, sobretudo quando mais preciso e, por isso, muito te agradeço. Também eu não tenho tempo para ler o que escrevem as pessoas de quem gosto muito, mas isso não não quer dizer que nas as guarde num local muito especial. Guardo-te nesse local.
Obrigada por tudo.
Muita saúde, paz e amor para este ano é o que te desejo.
Beijinho grande


De Maria Fragoso a 10 de Janeiro de 2009 às 16:47
Olá, Fátima!

"Só ainda não percebi uma coisa: porque é que não desistem de mim? Não sou nada e nada tenho para dar." Sabes uma coisa ... todos nós temos um dom, algo de especial e tu tens ... mas tens de fazer o caminho para te descobrires que tens valor e que és especial!
Olha, lê dois posts meus "O esplendor da lagarta" e "Intuição" ... penso que ajudar-te-ão e se precisares de mim sabes onde me encontrar, não sabes?
Beijinhos e levanta essa moral , sabemos que os tempos não são fáceis mas há que ter esperança e fé!
Já agora ... o teu blog está muito giro!


De Estupefacta a 10 de Janeiro de 2009 às 17:39
Afasto-me de quem amo, de quem gosto. É um péssimo defeito meu....
Sei onde te encontrar e sei que estás sempre lá. Obrigada. Irei ler com toda a certeza, estou a precisar.
Gosto muito de ti, acredita.
Um grande beijinho


De Maria Fragoso a 11 de Janeiro de 2009 às 15:25
Olha ... todos temos os nossos defeitos, as nossas imperfeições ... afinal somos humanos. Tu tens uns defeitos, eu tenho outros... todos erramos ... eu sou como tu ... como as coisas correm mal também me isolo de mundo, de todos!
Eu sei que gostas de mim, eu também gosto muito de ti e da tua Maria!
Vá olha em frente, cabeça para cima ...
Beijinhos


De Estupefacta a 12 de Janeiro de 2009 às 20:39
Pois.... mal daquele que se julga perfeita e que acredita que nunca erra.
Obrigada por estares comigo.
Um grande beijinho


De Migas a 10 de Janeiro de 2009 às 19:18
Eu nem vou comentar os muitos porquês de não desistir de ti.
Hoje achas que vales pouco?
Olha eu conheço alguem, que um dia, se aventurou sem rede a enviar o nº de telemóvel a alguem que não conhecia pessoalmente, porque achou que esse alguem precisava de falar.
Mesmo sabendo que a blogosfera está cheia de mentiras, ela soube acreditar...
E mudar de ano é simplesmente mudar de dia, ou de minuto ou mesmo só de segundo...
Tenta não perder a capacidade de sonhar e de acreditar.
E acima de tudo, confia. Deus dar-te-á tudo aquilo que anseias.
Beijos grandes para ti e para a tua Maria














De Estupefacta a 12 de Janeiro de 2009 às 20:41
Acredito e vou continuar a acreditar.
Gosto mesmo muito de ti querida Migas.
Beijinho


De * * Grilinha * * a 10 de Janeiro de 2009 às 21:17
Olá Estupefacta

Percebo o teu desalento mas sei que vai ser passageiro.

Noutras alturas pensei desistir do blog mas percebi sempre que me fazia falta a companhia que vinha do outro lado do ecrã.
Falsas, Verdadeiras, hipócritas, sinceras, altas, baixas, gordas, magras, .... fazem-me falta.

Pela experiência nestes 10 anos de internet, poucas vezes me desiludi com quem estava do outro lado do ecrã.
A prova disso é o grupo de amigos que diariamente se comunica há 10 anos e que a amizade virtual passou para a real.

Não desistas pois deste lado encontrarás sempre quem te ajude a ver a vida de uma forma mais colorida.

Ahhhh e quanto ao passar o Fim de Ano sem os filhos ..... já me habituei e percebo que é a "Lei da Vida"

Beijinhos ás duas magnificas (mãe e filha)


De Estupefacta a 12 de Janeiro de 2009 às 21:05
Obrigada pelas tuas palavras sábias, pelo teu exemplo de mãe, de mulher.
Nosso


De dolce_vita a 11 de Janeiro de 2009 às 22:32
Amiga até podes desistir do blog,mas eu não desisto de ti ,porque deste lado está uma pessoa com alma que aprendeu a gostar de quem está aí...
um grande abraço
RS


De Estupefacta a 12 de Janeiro de 2009 às 21:07
Querida Rosa nem imaginas o quão importante foi para mim e para a Maria termos-te encontrado.
Gostamos muito de ti


Comentar post

mais sobre mim
online
Passaram por cá
PageRank
Dezembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
22
23
24
26

27
28
29
30
31


posts recentes

A Pensar em si

Bendito serás

Feminino Singular

Todos devemos ajudar

Ainda há milagres

Podia

Acordo ortográfico

Gostei de ver e ouvir

Intimidade ou higiéne?

É bonito

Sem título

Agitação social

Desde que

Preciso

A Estupefacta sou eu

Não consigo preparar-me

Como uma mulher pode alte...

Excelente ideia e melhor ...

Genes cor de rosa

E assim se tapa o Sol

arquivos
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape Add to Technorati Favorites View blog authority
Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa Top de Blogues
tags

todas as tags

eXTReMe Tracker
blogs SAPO
subscrever feeds