Segunda-feira, 13 de Outubro de 2008

 

 

 

A Maria está doente. Levou o Domingo todo a vomitar, com febre e sei lá mais o quê. Acabei por ter de ir com ela ao médico. Telefonei para a saúde 24, deram-me instruções, mas não aguentei vê-la de 5 em 5 minutos a fugir para a casa de banho e vomitar o que não tinha.

É nestas alturas que parece que sinto o mundo às costas. Depois, tento pensar que isto é uma coisa passageira, que não passa de uma virose, etc., etc..

Mas não é assim, a miúda está a desenvolver um «quadro de apendicite», ao mesmo tempo que tem uma faringite. É muita coisa acabada em «ite».

Tento estar serena, mas não consigo. Tento fazer algumas coisas nos poucos momentos em que ela consegue sossegar,  mas NÃO CONSIGO. Tento «entregá-la» aos cuidados da avó para que não falte ao trabalho e para que estas faltas não me «estraguem» a avaliação, mas não consigo.

A minha filha é a minha vida. Vivo por ela e para ela.

Bem sei que deveria viver também por mim e para mim...  mas, mais uma vez, não consigo.

 

 

 

 

 

 



publicado por Estupefacta às 10:11 | link do post | comentar
|

21 comentários:
De Sorrisoduplo a 13 de Outubro de 2008 às 11:43
Só demonstra que és uma boa mãe...
As melhoras da Maria.
Beijinho


De Visitante a 13 de Outubro de 2008 às 12:14
Calma, Estupefacta.

Pode ser apenas uma indisposição provocada por algo que a tua Maria comeu e não lhe caiu bem.

Por vezes basta que se coma algo aparentemente inócuo e a pessoa se deite imediatamente a seguir para que se provoque uma indigestão... e o consequente mau-estar durante as horas subsequentes.

Isso já me aconteceu por mais de uma vez.

Nada que uma boa contenção alimentar não resolva.

Calma...

E beijinhos às duas, com os votos de restabelecimento da tua filhota.

Visitante


De Genny a 13 de Outubro de 2008 às 14:10
Costumo dizer que o meu mundo acabou quando nasceu a minha filha. Não deveria ser assim, mas elas são nossas filhas para amar e cuidar e ensinar a viver. É natural que te sintas preocupada. Com a força de Deus tudo se irá resolver. Sinceras melhoras e um grande abraço para as duas.


De lovenox a 13 de Outubro de 2008 às 16:34
Talvez eu não seja o melhor exemplo para deixar aqui um comentário, talvez porque vejo todos esses "ites", de uma maneira mais serena, talvez porque vivo com esses " ites", todos os dias do meu trabalho, Talvez porque sei que há " ites" muito piores que outros.
O importante é conseguir definir o que é necessário fazer, normalmente o "saúde 24", trabalha bem, no entanto, se o quadro for de Apendicite, é necessário que seja avaliado em tempo útil para se verificar se existe infecção ou inflamação, e para que se necessário se possa proceder á respectiva intervenção cirúrgica, que hoje em dia se faz, regra geral por via Laparóscópica, ou seja com apenas um pequeno corte mínimo, que depois por via de uma sutura intradérmica praticamente não se vê ( a cicatriz ).
O importante é ter a calma necessária e especialmente não demonstrar pânico á criança.
Graças a deus esses "ites" são tão pequeninos á vista de outros que poderiam, esses sim, trazer-te preocupações.
Com calma isso resolve-se.
Não sei se ajuda mas é o mais directo que se pode ser.


De Secreta a 13 de Outubro de 2008 às 17:41
Os filhos são o nosso tudo. Acho perfeitamente legitimo que te sintas assim!
Desejo as rápidas melhoras para ela.


De Ritynhaa a 13 de Outubro de 2008 às 20:14
Não sei se a sua escola o permite, mas na minha escola os professores podem faltar sem levar falta desde que dêm essa aula noutro dia ;)

Beijinhos e as melhoras da Maria


De profmeg a 13 de Outubro de 2008 às 23:42
As melhoras da Maria... Como eu entendo...também sou mãe e durante muito tempo tive todas essas alegrias e tristezas sozinha e a duplicar...
Mas vai passar.
Eles estão sempre em primeiro lugar!
A Maria é uma boa miúda...e é bom uma mãe saber disso.
Já vinha a este blog há muito, talvez agora até venha mais vezes, mas posso continuar em segredo...


De Migas a 13 de Outubro de 2008 às 23:47
Olá amiga!
Espero que a tua Maria esteja melhor.
Sabes que acho que isso que dizes se passa com todas as mães.
Eles são as nossas prioridades, estão acima de tudo e quando não estão bem, não conseguimos estar bem.
Não te seintas sozinha... eu na tua situação tambem não conseguiria!
Um beijo grande e as melhoras da Maria


De me a 14 de Outubro de 2008 às 12:42
O nosso coração fica pequenino, pequenino ao vê-los assim!
Votos de melhoras.
Beijinhos


De pnf a 14 de Outubro de 2008 às 13:32
Claro que a nossa não se esgota nos filhos, mas não há forma de fugir ao espaço que eles ocupam em nós. Principamente nos momentos como o que descreves. É perfeitamente normal não conseguires "viver" durante a doença dela. Sei do que falo.
As melhoras.
Beijo


Comentar post

mais sobre mim
online
Passaram por cá
PageRank
Dezembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
22
23
24
26

27
28
29
30
31


posts recentes

A Pensar em si

Bendito serás

Feminino Singular

Todos devemos ajudar

Ainda há milagres

Podia

Acordo ortográfico

Gostei de ver e ouvir

Intimidade ou higiéne?

É bonito

Sem título

Agitação social

Desde que

Preciso

A Estupefacta sou eu

Não consigo preparar-me

Como uma mulher pode alte...

Excelente ideia e melhor ...

Genes cor de rosa

E assim se tapa o Sol

arquivos
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape Add to Technorati Favorites View blog authority
Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa Top de Blogues
tags

todas as tags

eXTReMe Tracker
blogs SAPO
subscrever feeds