Sexta-feira, 18 de Julho de 2008

 

Um em cada quatro jovens vítima de violência no namoro

Rapazes chegam a dar sovas, murros e pontapés. Mas raparigas também agridem. Muitos consideram que relações forçadas entre namorados não são violação

 
Violência doméstica
 

 
 

25 por cento dos jovens dos 15 aos 25 anos já foram vítimas de violência do namorado ou namorada, revela uma série de estudos de uma equipa de psicólogas da Universidade do Minho, citados pelo Diário de Notícias. Os estudos mostram que a violência nas relações amorosas nos jovens atinge níveis preocupantes e idênticos aos verificados entre os adultos.

 

Segundo a pesquisa, as novas gerações começam a agredir-se cada vez mais cedo e chegam a tolerar a violência sexual, por considerarem que «relações sexuais forçadas não são o mesmo que violação, nem sequer são crime», a coordenadora do projecto, Carla Machado.

No âmbito do estudo sobre «violência física e psicológica em namoro heterossexual», que faz parte de uma investigação sobre «violência nas relações de intimidade», foram inquiridos 4730 jovens dos ensinos secundário, profissional e universitário, e que abandonaram a escolaridade. 25 por cento disseram que foram vítimas, pelo menos uma vez, de um comportamento abusivo da parte do companheiro ou companheira.

Rapazes são mais violentos

Dessas vítimas, 20 por cento sofreram violência emocional (insultos, ameaças, jogo psicológico e coerção) e 14 por cento agressão física. 30 por cento admitiram ter agredido o parceiro, sendo 23 por cento agressão física, 18 por cento emocional e 3 por cento física severa.

Nesta amostra, 58 por cento são raparigas e 42 por cento são rapazes. Os rapazes são os que agridem com maior gravidade (sovas, murros e pontapés). Já na pequena violência, não há diferença de género e vale tudo, desde insultos, bofetadas, empurrões, puxões de cabelos e até ameaças.

Vítimas desculpabilizam aos agressores

As investigadoras afirmam que normalmente «vítimas e agressores não percebem que a violência não é aceitável» e por isso «toleram» e chegam a «desculpabiliza» as situações.

«Só fez aquilo porque estava descontrolado, perdeu a cabeça» ou «o descontrolo é porque tem medo de a perder. Não é violência», são exemplos de frases que as psicólogas ouviram durante a pesquisa.

As responsáveis adiantam que muitos jovens consideram que a «violência sexual no namoro não existe» e alguns «não vêem mal nos apalpões, toques contra a vontade da vítima e a pressão para ter relações sexuais, que estão longe de serem violação, algo que já consideram errado» e «o ciúme é tido como prova de amor».

 

In   

 

.........................................

 

 

Porque sou mãe de uma quase adolescente isto preocupa-me.

Os tempos mudam, as inovações tecnológicas avançam a um ritmo desenfreado. E as mentalidades?????

 

 

 

 

 

 



publicado por Estupefacta às 11:10 | link do post | comentar
|

7 comentários:
De Ritynhaa a 18 de Julho de 2008 às 12:25
No outro dia estava a folhear um jornal qualquer que encontrei num café e reparei nessa noticia. Acho que nós, como jovens, deviamos ser os primeiros a dizer 'não' à violência em geral, mas ainda mais quando pessoas da minha (NOSSA!) idade violentam outras que supostamente 'amam' (e que deviam respeitar, apoiar e acarinhar, mas não o fazem). Acho que estamos a banalizar estes problemas, não os encarando como um 'espelho' da sociedade em que vivemos: se alguém (rapariga ou rapaz) violenta o namorado/a nestas idades (tão jovens) quando tiverem 40 e 50 anos não serão causadores APENAS de violência doméstica =/
O problema vai sempre dar ao mesmo: as mentalidades!

Um grande beijinho e as melhoras da Maria =)


De Mamã Gansa a 18 de Julho de 2008 às 13:00
É de facto um assunto muito preocupante e real infelizmente na nossa sociedade.Mas acho que apesar de normal te preocupares como mãe, a Maria terá maturidade para evitar ou denunciar esse tipo de situações.beijinhos


De magnolia a 18 de Julho de 2008 às 14:22
Eu tenho um filho com 14 e uma filha com 9 e este tema é dos que mais me preocupa no futuro deles....

As mentalidades não evoluiram tanto como a tecnologia, há pessoas que ainda vivem na idade média....

E eu sei o que custa a vilencia..vivi a mior parte da minha vida debaixo de violencia....


beijinhos e fica bem


De artesã a 18 de Julho de 2008 às 14:24
Olá, realmente são noticias que preocupam quem é mãe, eu já não tenho filhos na adolescência mas essa violência não me passa despercebida. Ainda bem que estás de volta, beijinhos.


De angelasoeiro a 18 de Julho de 2008 às 16:07
As mentalidades parece que retrocedem... pelo que li!! Confunde-se respeito com medo, violência com desespero, ciume com obcessão... Vivemos numa era de sentimentos trocados, confusos...
Bom blog, voltarei mais vezes :D beijinhos


De Pobre(o)Tanas a 19 de Julho de 2008 às 14:59
Há coisas que não se explicam e com o sangue impulsivo que corre nas veias dos jovens muito menos se controlam... Ja vi esse filme, fiz parte dele... Deixa marcas e uns meses depois sei que quando me levantavam a mão nem que fosse para me dar uma festa na cabeça eu desviava-me... No entanto esse periodo sarou mais depressa que outros mais simples na minha vida...

O meu conselho, quem dá a primeira vez dá sempre. Não me venham com tretas... Portanto é saltar fora à minima oportunidade principalmente para quem não tem filhos nem encargos nessa relação... Não há nada a perder...

Sê benvinda... De volta:)

Beijinhos


De WhiteCherry a 28 de Agosto de 2008 às 05:26
Este é um assunto que cada mais ouço falar e que, admito, me surpreende bastante.
Surpreende-me o aumento dos níveis de violência nas relações, mas, mais ainda me surpreende o facto das vitimas fazerem muito pouco para se protegerem.
Desculpam, sujeitam-se a tudo.
Acredito que isso se deva, muita vez e essencialmente a medo, no entanto é um assunto delicado e urgente de ser tratado.

Enfim...Adorei o blog, aparecerei por aqui mais vezes :).


Comentar post

mais sobre mim
online
Passaram por cá
PageRank
Dezembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
22
23
24
26

27
28
29
30
31


posts recentes

A Pensar em si

Bendito serás

Feminino Singular

Todos devemos ajudar

Ainda há milagres

Podia

Acordo ortográfico

Gostei de ver e ouvir

Intimidade ou higiéne?

É bonito

Sem título

Agitação social

Desde que

Preciso

A Estupefacta sou eu

Não consigo preparar-me

Como uma mulher pode alte...

Excelente ideia e melhor ...

Genes cor de rosa

E assim se tapa o Sol

arquivos
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape Add to Technorati Favorites View blog authority
Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa Top de Blogues
tags

todas as tags

eXTReMe Tracker
blogs SAPO
subscrever feeds